Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
14/04/2024 às 15h13min - Atualizada em 14/04/2024 às 15h13min

Programa do Governo de MT garante apoio financeiro a times do futebol mato-grossense

De 2021 a 2023 já foram investidos R$ 17,5 milhões, beneficiando as equipes do Cuiabá, Operário, Ação, União e Mixto

Secel - MT
Araguaia Noticia
Campeão da série A3 em 2023, time feminino do Mixto disputa série A2 do Brasileirão 2024 - Foto por: Divulgação
O Governo de Mato Grosso está garantindo apoio financeiro a clubes do futebol profissional mato-grossense que disputam o Campeonato Brasileiro, nas séries A, B, C e D.

Por meio do Programa Mato Grosso Série A, executado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Sece-MT), já foram investidos R$ 17,5 milhões de 2021 a 2023, beneficiando as equipes masculinas do Cuiabá, Operário, Ação e União, e a feminina do Mixto. Em 2024, o incentivo ainda deve favorecer o time masculino do Mixto e o feminino do Ação.

“É um programa que garante condições financeiras às equipes para se manterem e até, possivelmente, subirem nas séries do Campeonato Brasileiro. Isso fortalece toda a rede de futebol profissional em Mato Grosso”, explica o secretário da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Disputando a série A do Brasileirão desde 2021, o Cuiabá Esporte Clube recebeu R$ 3,5 milhões por ano, assim que começou a representar Mato Grosso no maior campeonato nacional das Américas. O time cuiabano recentemente conquistou o tetracampeonato estadual e compete atualmente na Copa Verde, Copa do Brasil e Copa Sulamericana, além do Campeonato Brasileiro.

De Rondonópolis, o União Esporte Clube é atendido pelo programa do Governo de Mato Grosso com o valor de R$ 1 milhão desde o ano passado, quando passou a disputar a série D do Brasileirão. O clube rondonopolitano é vice-campeão estadual e, em 2024, também participou das primeiras fases da Copa Verde e da Copa do Brasil.

O Clube Esportivo Operário Varzea-grandense (CEOV) é outro beneficiado pelo Programa Mato Grosso Série A, com patrocínio de R$ 1 milhão efetivado em 2022 e em 2023, anos em que representou o Estado na série D do Brasileirão. Em 2024, o time de Várzea Grande disputou o Campeonato Mato-grossense e a primeira fase da Copa do Brasil. 

Representando o futebol feminino mato-grossense na série A3 do Campeonato Brasileiro em 2024, as meninas do Ação contarão com o patrocínio do Governo de Mato Grosso no valor de R$ 1,5 milhão. Em 2022, a equipe masculina do clube também foi beneficiada por disputar a série D do Brasileirão de futebol.

Neste ano, o Programa do Governo do Estado pode ainda patrocinar as equipes masculina e feminina de um dos tradicionais times de Mato Grosso, o Mixto Esporte Clube. O time masculino tem direito a R$ 1 milhão por disputar a série D em 2024. Já a equipe feminina terá o valor do patrocínio aumentado para R$ 2 milhões por ter se classificado para a série A2. As tigresas já haviam sido patrocinadas em 2022 e 2023, em que disputaram a série A3, com recursos de R$ 1,5 milhão em cada ano. 

Para Murilo Gomes, executivo de futebol do Mixto, o apoio financeiro do Governo do Estado é de grande importância para o futebol mato-grossense.

“Com esses recursos, o clube consegue respirar, ter uma estrutura, contratar jogadores de qualidade. Parabenizo essa iniciativa do Governo de Mato Grosso porque é um incentivo único a nível de futebol no país e que só tem a engrandecer o nosso futebol local”, destaca o dirigente.

Mato Grosso Série A

O Programa Mato Grosso Série A foi regulamentado pelo Decreto Estadual 1418/22, com base na Lei 11.550/21, que tem como objetivo patrocinar equipes de futebol profissional mato-grossense que disputem as séries A, B, C e D, no gênero masculino, e A1, A2 e A3, no gênero feminino, do Campeonato Brasileiro organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Para serem beneficiados, os clubes devem protocolar requerimento na Secel-MT para posterior formalização do incentivo com assinatura de contrato de patrocínio.   

O valor do patrocínio é de R$ 3,5 milhões para equipes da série A do Brasileiro masculino ou A1 do feminino. Para os clubes na série B e A2 do feminino, o valor é de R$ 2 milhões. Já o patrocínio às equipes que disputam a série C e A3 é de R$ 1,5 milhão. Ainda é pago R$ 1 milhão aos times da série D do Campeonato Brasileiro masculino.

Além de incentivar a maior profissionalização das equipes de futebol mato-grossense, o Programa busca difundir as potencialidades de Mato Grosso junto ao público e aos canais de mídia.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90