17/11/2014 às 19h54min - Atualizada em 17/11/2014 às 19h54min

Polícia Civil apreende mais de R$ 800 mil com agiota em Lucas do Rio Verde

Assessoria PJC/MT

Mais de R$ 800 mil foram apreendidos e um agiota preso foi pela Polícia Judiciária Civil, no município de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte), na manhã desta segunda-feira (17.11). O acusado, Marinaldo Moreira de Mora, 50, foi autuado em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo com numeração suprimida, crime contra a economia popular e maus-tratos.

As investigações iniciaram após várias denúncias, relatando que o agiota constantemente cobrava juros e ameaçava devedores usando arma de fogo. Com base nas informações, policiais civis iniciaram diligências que confirmaram as suspeitas. Diante dos indícios, o delegado, Rafael Scatalon, representou pelo mandado de busca e apreensão domiciliar.

Com a Ordem Judicial deferida pela Justiça, os investigadores realizaram buscas na casa do suspeito, onde localizaram um revólver calibre 38 com numeração suprimida e devidamente municiado, mais de R$ 10 mil reais em dinheiro, R$ 700 mil reais em cheques de devedores, R$ 107 mil reais em nota promissória e 150 gramas de ouro. Vinte galos utilizados para prática de "rinha de galo" também foram apreendidos na residência.

Durante a abordagem policial, uma pessoa que estava na casa do suspeito, fazendo empréstimo em dinheiro, também foi conduzida à Delegacia de Polícia, na condição de testemunha. De acordo com o depoimento, ele iria fazer um empréstimo em que seriam cobrados juros de 10% a 15% ao mês.
Após o flagrante, Marinaldo foi interrogado e autuado pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo com numeração suprimida, crime contra a economia popular e maus-tratos. Em seguida foi transferido a Cadeia Pública local.

A prisão de um dos maiores agiota da cidade foi realizada através do excelente trabalho da equipe de investigadores da Delegacia de Lucas do Rio Verde, coordenada pelos delegados Rafael Scatolon e Bruno Sergio Abreu.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%