15/11/2014 às 09h57min - Atualizada em 15/11/2014 às 09h57min

Polícia Civil prende suspeitos que usavam roupas de policial em roubos com violência

Assessoria/PJC-MT
PJC - MT

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos, da Polícia Judiciária Civil, cumpriu mandados de prisão preventiva contra três autores do roubo a um mercado, no bairro Residêncial Coxipó, ocorrido no dia 18 de outubro passado. No roubo, um dos assaltantes usava uma vestimenta da Polícia Civil, possivelmente um colete ou uma camisa.

Os suspeitos Charles Rodrigues de Amorim, 20, Vinicius dos Santos Ferraz, 26, e Wanderley Pereira Carvalho, 20, tiveram as ordens cumpridas, nesta sexta-feira (14.11), dentro da Penitenciária Central do Estado (PCE), onde estão presos desde o dia 30 de outubro, quando foram autuados em flagrante por outro roubo cometido também por emprego de arma de fogo.

Conforme a delegada Nubya Beatriz dos Gomes Reis, da Derf de Cuiabá, a quadrilha age com muita violência e em todos os casos identificados, as vítimas relataram a mesma forma de agir, grande truculência durante os assaltos. "Durante a ação, devido a agressividade empregada pelos criminosos, uma vítima teve três dentes quebrados, sendo necessária a extração", disse.

No assalto ao mercado Residencial, no bairro Residencial Coxipó, os três suspeitos, apoiados por mais dois comparsas, por volta das 17 horas invadiram o estabelecimento e mediante violência, ameaça e emprego de arma fogo roubaram R$ 6 mil e objetos pessoais das vítimas.

Seis vítimas estiveram na delegacia e reconheceram os assaltantes. Todas elas relataram a violência empregada no crime. O gerente do estabelecimento, um senhor de idade, em depoimento contou que o mercado foi invadido por quatro homens, todos armados, que um deles, de boné preto, calça jeans, portando um revólver calibre 38 cromado, pediu para ele deitar e em seguida deu um chute em suas costas e exigiu dinheiro. Conforme a vítima, outro comparsa, de camiseta vermelha e boné veio e "deu um chute em sua cara, que foi preciso extrair três dentes superior".

A delegada acredita que o trio tenha praticado vários assaltos no comércio e também em residências de Cuiabá e solicita as vítimas, que caso reconheçam os autores pelas imagens divulgadas na imprensa, compareçam na delegacia para serem ouvidas no inquérito policial e formalizem o auto de reconhecimento.

Os três autores serão indiciados por roubo majorado pelo emprego de arma de fogo e quantidade pessoas e ainda lesão corporal grave, que somente esse crime resulta em pena de 15 a 30 anos. Eles também vão responder associação criminosa por reiterados assaltos cometidos.

Vinicius dos Santos Ferraz tem oito antecedentes criminais pelos crimes de roubos, furto, tráfico de drogas, porte de arma de fogo e tentativa de homicídio. Já Charles Rodrigues de Amorim tem passagens por roubos e tráfico e Wanderlei Pereira de Carvalho responde por roubo. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%