Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
27/02/2024 às 18h50min - Atualizada em 27/02/2024 às 18h50min

Blogueira que foi agarrada e beijada por homem enquanto gravava comercial reclama de ataques na internet

G1 GO
Araguaia Noticia
A influenciadora Mycaela Parreira, que foi agarrada e beijada por um homem enquanto gravava um comercial na rua, contou que tem recebido ataques nas redes sociais após denunciá-lo. O caso é investigado pela Polícia Civil, que explicou que o homem deve responder por importunação sexual.

"Estou sendo muito atacada por várias pessoas que estão levando tudo isso como um exagero. É cansativo, é desgastante, mas eu vou continuar sendo [atacada] enquanto for necessário, porque eu não vou me calar", afirmou a influencer ao g1.

O caso aconteceu no sábado (24), em frente a um estabelecimento comercial localizado no centro de Quirinópolis, no sudoeste de Goiás. O g1 não conseguiu localizar o homem ou a defesa dele para um posicionamento até a última atualização desta reportagem.

Ao g1, a delegada Simone Casemiro explicou que vai abrir um inquérito para investigar o caso. Ela ainda contou que o suspeito frequentemente é visto na porta de estabelecimentos da cidade. Ela ainda disse que o homem já tem passagem pela polícia e responde pelo crime de homicídio.

"Tivemos a informação de que esse autor é visto na porta de estabelecimentos comerciais como supermercados, restaurantes e igrejas. Ele fica na porta desses locais em situação suspeita", disse a delegada.

Importunação sexual

Nas redes sociais, a influencer detalhou o momento em que foi agarrada pelo homem enquanto trabalhava (veja relato abaixo). Mycaela contou que não conhecia o homem e pede justiça pelo ocorrido, que aconteceu em local movimentado.

"Estava gravando um vídeo externo, quando chegou um homem que nunca vi na minha vida por trás e me agarrou. Ele me fechou em um abraço e simplesmente beijou o meu pescoço e saiu rindo e debochando na minha cara", detalhou a influencer.

No momento do crime, Mycaela estava em uma rua movimentada. No entanto, ela detalhou que ainda que muitas pessoas tenham presenciado o crime, precisou segurar o homem sozinha para que ele não fugisse até a polícia chegar no local.

"Eu tive que segurar o cara sozinha até a polícia chegar. Estava todo mundo assistindo de camarote. Tinha não apenas um mercado, várias lojas, clientes e pessoas. Tinha dezenas de pessoas assistindo, mas ninguém fez nada [para ajudar]", detalhou.

"Eu comecei a xingar ele e ele começou a rir da minha cara. Ele viu que estava gravando e ele jurou que ia fazer isso e eu iria ficar quieta [...]. Na hora eu dei uns murros nele e ele ficou me olhando, ele não saía de perto de mim", contou a influencer, logo depois do ocorrido.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90