Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
27/02/2024 às 09h49min - Atualizada em 27/02/2024 às 09h49min

Pintor que teve o carro incendiado está na fila do SUS para transplante de rim; veja como ajudar

Além do carro, Alessandro Lopes da Silva perdeu todas as ferramentas de trabalho.

REPÓRTERMT
O pintor Alessandro Lopes da Silva, de 43 anos, passou por um susto na manhã desta segunda-feira (26), quando ia para o trabalho. O carro dele pegou fogo durante o trajeto, em meio à Avenida Historiador Rubens de Mendonça, e ficou completamente destruído. Não bastasse a situação, Alessandro tem uma doença renal e está na fila do SUS à espera de um transplante de rim.

Em conversa com o RepórterMT, o profissional contou que o prejuízo foi estimado em aproximadamente R$ 12 mil, já que além do veículo ele também perdeu as ferramentas que usa no trabalho.

O veículo começou a apresentar problemas na semana passada e precisou ficar por três dias na oficina mecânica. Depois que pegou o carro de volta, percebeu que havia um cheiro de combustível muito forte dentro do veículo.

Foi muito rápido e perdi o carro. E é um carro que eu preciso para trabalhar, para ir fazer a hemodiálise

Como precisava ir ao trabalho pela manhã e para a hemodiálise à tarde, continuou a usar o carro novamente. A ideia era levar o veículo de volta na oficina quando estivesse recuperado da sessão de hemodiálise.

“Mas não deu tempo, na Avenida do CPA o carro deu um estouro e começou a pegar fogo. Foi muito rápido e perdi o carro. E é um carro que eu preciso para trabalhar, para ir fazer a hemodiálise”, explicou.

Alessandro tem uma doença renal e vive praticamente com um rim apenas. Três vezes por semana ele faz hemodiálise, ficando quatro horas conectado à máquina que filtra o seu sangue. Ele precisa de transplante e a esposa se ofereceu para doar o órgão, mas ele ainda reluta em aceitar.

“Eu estou vendo ainda se dá certo, ela é 10 anos mais nova do que eu, tem muito pela frente. Eu tenho medo de complicar a vida dela futuramente”, contou à reportagem.

O transplante será realizado em Curitiba, no Paraná, e com alguma regularidade ele precisa se deslocar até lá para realizar os exames necessários. O Governo do Estado arca com as passagens, mas todo o resto é pago pela família. A próxima viagem está marcada para o dia 5 de março e, sem o carro, ele não sabe como vai conseguir o dinheiro.

Para contribuir com Alessandro, você pode fazer transferências na modalidade PIX para as seguintes chaves: 65 98414-1013 (celular – Mercado Pago) ou 219.389.608-90 (CPF – Caixa Econômica Federal), todos em nome de Alessandro Lopes da Silva.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90