07/11/2014 às 19h37min - Atualizada em 07/11/2014 às 19h37min

PM retira policiais do antigo posto fiscal de Pontal e estabelece caos na divisa de MT e GO

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia

O efetivo da Polícia Militar (PM), que ficava no antigo posto fiscal de Pontal do Araguaia na divisa de Mato Grosso e Goiás, foi retirado sexta-feira (7) fato que estabelece um caos no trânsito entre as cidades de Barra do Garças, Pontal e Aragarças-GO principalmente nos horários de pico. A medida também afeta a questão de segurança com a saída da PM e pode proliferar a passagem de drogas e objetos roubados entre os dois estados.  

Os policiais deixaram de tirar expediente no local e trailler que eles utilizavam cedido pela Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz) foi retirado. A saída dos policiais foi confirmada pelo coronel Paulo Costa.

Ele explicou que se tornou desnecessária a presença da PM naquele lugar por se tratar de uma rodovia federal (Br 070), portanto de responsabilidade de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e também pela saída do posto fiscal que foi transferido no ano passado para o bairro Jardim Piracema.

Segundo o comandante, os policiais estavam ali à serviço da Sefaz que já orientado para que os PMs fossem removidos para onde está o posto fiscal. 

“Recebemos orientação para deslocar o policiamento para o Piracema porque os policiais estão prestando serviço a Sefaz”, ponderou. Só que a medida pegou todo mundo de surpresa e causou engarrafamento e muita confusão no trânsito entre as três cidades. Sem contar a questão da insegurança. O antigo posto fiscal é a divisa das três cidades e vários flagrantes de drogas e recuperação de objetos já foram feitos nesse lugar.

Passar de carro ou moto, nos horários de pico,  por esse lugar se tornou um fato altamente perigoso. Em meia hora que a reportagem da Band e do site Araguaia Notícia permaneceu no antigo posto fiscal presenciou várias situações de risco de acidente.

Por telefone o site Araguaia Notícia ligou na 8ª delegacia da PRF para ouvir o inspetor Abreu se PRF vai assumir o policiamento no antigo posto fiscal. Mas recebemos a informação que o inspetor está viajando a Cuiabá e o encarregado administrativo da PRF Tomé já tinha deixado o posto rodoviário.

Questionado se o antigo posto fiscal de Pontal é estratégico ou não para PM estar presente pelo fato de ser uma divisa de estado, o coronel Paulo Costa disse que a PRF pode perfeitamente desenvolver esse papel.

Um dos motivos desse impasse foi uma decisão da superintendência da PRF em Mato Grosso no início de 2014 que anunciou que o trecho urbano da Br 070 (avenida Ministro João Alberto) seria de competência da PRF e não mais da PM. A partir deste momento, a PM vem ‘deixando’ as atribuições na avenida a cargo da PRF como, por exemplo, registro de ocorrências.

Todavia ainda continua lavrando multas nesse local, fato que é questionado pelos cidadãos, pois seria atribuição da PRF. A polêmica está estabelecida e caos também. Os motoristas que precisam atravessar pontes vão sofrer muito e sem contar o risco de aumentar a criminalidade entre as três cidades por não ter mais a presença da PM nesse lugar.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.9%
4.5%
19.5%
74.1%