Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
16/02/2024 às 11h26min - Atualizada em 16/02/2024 às 11h26min

Autor de chacina em Sinop vai a júri popular em junho

Na sessão de julgamento, que terá início às 08h30 do dia 18 de junho, serão ouvidas oito testemunhas

REPÓRTERMT
Edgar Ricardo de Oliveira, um dos assassinos responsáveis pela chacina que marcou Sinop (478 km de Cuiabá), irá a júri popular no dia 18 de junho deste ano. A decisão foi proferida pela juíza Rosângela Zacarkim dos Santos, 1ª Vara Criminal do município. A magistrada ainda manteve a prisão preventiva do criminoso.

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou Edgar por seis homicídios qualificados. As qualificadoras são: motivo torpe, meio cruel, uso de arma de fogo, vítima menor de 14 anos. Além disso, conforme a magistrada, o crime foi cometido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Na sessão de julgamento, que terá início às 08h30 do dia 18 de junho, serão ouvidas oito testemunhas.

Foi requerido ainda a exibição dos vídeos dos depoimentos colhidos na fase judicial aos jurados antes dos debates. No entanto, a juíza considerou que os jurados decidirão sobre necessidade de maiores esclarecimentos após a oitiva das testemunhas.

"A respeito do pleito subsidiário de exibição dos vídeos dos referidos depoimentos aos jurados, antes dos debates, postergo a análise para ocasião do julgamento, oportunidade em que os senhores jurados serão questionados sobre eventual necessidade de maiores esclarecimentos após a oitiva das testemunhas em plenário", consta da decisão.

O criminoso permanecerá preso até a sessão de julgamento.

"No caso concreto, mantendo-se inalterada a situação fática-jurídica desde a prolação da pronúncia, oportunidade em que a prisão já foi minuciosamente reanalisada, bem como tendo em vista que o processo está tramitando regularmente, dentro do limite razoável, uma vez que designada a Sessão de Julgamento do acusado nesta oportunidade, mantenho a prisão preventiva outrora decretada nos autos", decidiu.

O crime

No dia 21 de fevereiro de 2023, na terça-feira de Carnaval, Edgar e o comparsa, Ezequias Souza Ribeiro, 27 anos, mataram sete pessoas, entre elas uma menina de 12 anos, dentro de um bar, por não aceitarem a derrota num jogo de sinuca, que teve aposta de R$ 4 mil.

O crime foi registrado por câmeras de segurança. Ezequias foi morto em confronto com a polícia e Edgar se entregou dias após o crime.

As vítimas da chacina foram Maciel Bruno de Andrade Costa, Orisberto Pereira Sousa, Elizeu Santos da Silva, Getúlio Rodrigues Frazão Júnior, Josue Ramos Tenorio, Adriano Balbinote e Larissa de Almeida Frazão, esta última uma adolescente de apenas 12 anos.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90