04/11/2014 às 08h48min - Atualizada em 04/11/2014 às 08h48min

Oficial da PM e procurador da Justiça são autuados com pescado irregular no Araguaia

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia

Um oficial da Polícia Militar do Estado de Goiás e um procurador da Justiça - cujas identidades não foram reveladas - estão entre os pescadores autuados com pescado irregular no início da Piracema em Barra do Garças na divisa de Mato Grosso e Goiás. 

Eles estavam com vários exemplares de peixes em caixas de isopores e apetrechos de pesca e foram aborbadores durante uma blitz da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Além de receberem multas de R$ 2,4 mil os notificados vão responder por crime ambiental segundo informou o diretor da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) Cleber Fabiano.

A piracema em Mato Grosso começou dia 1 de novembro e vai até o mes de fevereiro proibindo a pesca nesse período para que os peixes possam reproduzir e façam a desova rios acima.

Na operação desse final de semana da Sema foram apreendidos 300 quilos de carne entre carne de caça (paca, cotia e anta) e peixes. Até mesmo um pequeno jacaré foi encontrado e uma manta de pirarucu.

O material apreendido foi levado para ser doado em creches e escolas. O diretor da Sema agradeceu a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nessa operação de combate a pesca predatória nos rios da bacia Araguaia cuja ação deve ser intensificada nesse período.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.4%
1.4%