02/11/2014 às 16h40min - Atualizada em 02/11/2014 às 16h40min

Formação tecnológica e independência financeira uma conquista das Mulheres Mil

axa.org.br Dandara Morais
Reprodução

Em entrevista Cristine dos Anjos, gestora do programa no campus explica que o objetivo é garantir que mulheres em situações vulneráveis adquiriam conhecimento técnico e profissional “A meta é garantir o acesso à educação profissional e à elevação da escolaridade, de acordo com as necessidades educacionais de cada comunidade e a vocação econômica das regiões.”

Participam do programa mulheres acima de 16 anos cadastradas no Bolsa Família. Cristine dos Anjos ressalta que o programa teve inicio em 2012 e a emancipação financeira é um dos pontos positivos, sem contar o aumento da segurança e auto estima destas mulheres “De ambas as turmas temos sempre resultados positivos. Da primeira turma, grande parte das alunas se emanciparam financeiramente seja no seu próprio negócio ou em um trabalho de carteira assinada. Já da turma atual, de Doces e Conservas, elas afirmam que já existe uma procura pelo trabalho delas” diz.

A turma deste ano tem produzido compotas de batatinha, beterraba e cenoura. Cristine dos Anjos explica que o curso básico de compotas segue o guia técnico de cursos FIC do Pronatec, por isso não usa frutos específicos da região, mas ressalta que “Cremos que a partir dos conhecimentos básicos possam inovar utilizando os produtos do cerrado”. As compotas ficam com as alunas do curso e algumas amostras são enviadas a Cuiabá para exposição no III Workshop do IFMT em Cuiabá.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.7%
5.1%
18.9%
74.4%