31/10/2014 às 10h52min - Atualizada em 31/10/2014 às 10h52min

Trio usava caixa de papelão com alumínio em furto e estava levando 30 mil em mercadorias no Araguaia

Ronaldo Couto
Gilmar SBT / Deogenes Nogueira Tv Serra Azul

Usando uma caixa de papelão coberta com aluminio – que consegue bloquear o sensor de segurança – um trio de Rondonópolis estava furtando lojas no comércio de Barra do Garças. Só que o golpe foi descoberto por um comerciante que percebeu a situação por volta das 11 horas de quinta-feira (30) e avisou a Polícia Militar (PM). 

Foram presos os acusados Ariana Daiane dos Santos, Angela Carla Tales Machado e Luciano Queiroz de Souza que estavam num Fiesta preto com o porta-malas cheio de mercadorias. A polícia calcula em torno de R$ 30 mil em mercadorias. Luciano, segundo a polícia, saiu recentemente do presídio de Mata Grande onde cumpria pena por tráfico e receptação.

Os acusados tinham preferência por roupas, calçados e bolsas de marca e procuram as lojas mais badaladas da cidade. Uma das acusadas está gestante de oito meses. Na delegacia, eles confessaram o crime e admitiram que essa foi a quarta viagem que fizeram como esse tipo de furto.

O delegado Wilyney Borges Santa explicou que o trio entrava na loja com um distraindo os vendedores e os comparsas iam pegando as roupas e colocando dentro da caixa e saiam sem serem notados. Os furtos aconteciam no horário comercial.

Somente numa loja de Barra do Garças, que vende calças da pittbul no valor de 500,00, estavam sendo levadas nove unidades que daria um prejuízo de R$ 9.500,00. “Nós vamos requisitar as imagens das lojas para ajudar na materialização do crime”, frisou o delegado da Derf de Barra do Garças.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.3%