28/10/2014 às 20h59min - Atualizada em 28/10/2014 às 20h59min

Mulher que se queimou com álcool não resiste a ferimentos e morre

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia

A dona-de-casa Maria Juliana, 35 anos, que estava internada há dez com queimaduras de 3° grau, não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde de terça-feira (28). Ela aguardava vaga no hospital de queimaduras de Goiânia, um dos maiores do Brasil, porém a vaga somente saiu por volta das 16 horas e ela faleceu às 14 horas.

Maria Juliana é moradora de Barra do Garças e estava na casa de um parente em Aragarças quando decidiu passar álcool no corpo para espantar as muriçocas devido ao forte calor. Só que ela descuidou ao deixar o vidro de álcool aberto e acendeu um cigarro para fumar provocando a explosão que lhe atingiu mais de 80% do corpo.

Ela saiu de casa gritando pedindo socorro e vizinhos vieram ajudá-la. Segundo informações Maria Juliana ainda rolou no chão para se livrar do fogo no corpo. As queimaduras atingiram até mesmo o rosto da dona-de-casa.

A família procurou o secretário de Saúde de Aragarças Alex Leão para conseguir uma vaga para Juliana no hospital de queimaduras de Goiânia. Houve também uma tentativa por parte da direção do Pronto Socorro de Barra do Garças onde Juliana estava internada e faleceu na UTI. do lado de Barra do Garças.

Ela estava em coma induzido.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%