Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
13/10/2023 às 11h10min - Atualizada em 13/10/2023 às 11h10min

Governo de Mato Grosso forma 190 alunos na primeira turma do curso de programador de sistemas

Os alunos passaram por uma formação de seis meses e 50 melhores irão atuar nas secretarias de Estado com bolsa de R$ 6 mil

Araguaia Notícia com Marcos Salesse | Seciteci-MT

O Governo de Mato Grosso formou, nesta quarta-feira (11.10), no Hotel Fazenda Mato Grosso, a primeira turma do curso de Programador de Sistemas - Fic_Dev. Ao todo, 190 alunos receberam a certificação de conclusão da formação após sete meses de estudos. Os 50 melhores alunos serão convidados para atuar por um ano nas secretarias de Estado, com bolsa de R$ 6 mil por mês.

Os alunos que aceitarem o novo desafio irão ajudar a desenvolver soluções tecnológicas que possam tornar os processos de gestão pública mais eficientes. Realizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), o curso busca atender a uma demanda do mercado por profissionais qualificados na área. 

De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, o Governo do Estado apostou na oferta do curso por compreender a importância da qualificação para a carreira profissional da população mato-grossense.

Segundo Garcia, os indicadores do estado mostram que sempre há espaço para profissionais especializados. 

"Vocês fizeram a escolha certa. A mão de obra qualificada e especializada é sempre requerida. Então, esse é o início de uma trajetória profissional que vocês vão trilhar e com certeza com muito sucesso. Não tenho dúvida que dessas turmas teremos grandes líderes formados e vocês podem contar com o Governo do Estado", disse o também deputado federal Fábio Garcia. 

O processo seletivo para formação da primeira turma começou ainda em novembro de 2022, contando com mais de 5 mil inscrições.

Com 270 vagas gratuitas disponíveis, os estudantes passaram por provas para chegar no ranking dos selecionados para início do curso em diferentes turmas. 

Ainda de acordo com o chefe da Casa Civil, há um compromisso para que novas turmas possam ser abertas em 2024, buscando atender o grande volume de inscritos que não participaram da primeira turma. 

"Aqui passando a mensagem do nosso governador Mauro Mendes e declarando nosso compromisso de no ano que vem oferecermos novas turmas e assim preparar o estado de Mato Grosso para os desafios que virão pela frente", declarou Garcia. 

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Allan Kardec, reforçou a importância de uma formação que pudesse oferecer o que há de mais avançado na área de programação de sistemas. Ainda de acordo com Allan, a formatura coloca o estado na frente na questão da mão de obra qualificada.  

"Essa foi uma missão que o governador Mauro Mendes encomendou para a secretaria no final do ano passado e nos empenhamos para que pudéssemos fazer uma seleção bem grande. Agora temos 190 profissionais qualificados para o mercado. Estamos formando jovens naquilo que temos de melhor na área da programação no mundo. Isso mostra Mato Grosso, literalmente, ranqueando em questão de mão de obra qualificada", disse o secretário Allan. 

Para a realização do curso, o Governo de Mato Grosso investiu aproximadamente R$ 4,9 milhões, proporcionando uma formação focada em carreiras de alto nível tecnológico e alta absorção pelo mercado de trabalho, também conhecidas como “profissões do futuro”. 

Ao longo de aproximadamente seis meses de formação, os alunos tiveram contato com a introdução teórica e prática das trilhas de programação, como Java, Genexus e Nodejs/React. 

As aulas foram ministradas no Centro de Alta Performance da Seciteci e cada estudante recebeu um kit com camisetas, garrafa personalizada, bolsa e todo o material didático para uso nos laboratórios. Para uma formação completa, também foram utilizados os laboratórios da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O coordenador do curso, professor Robson Gomes de Melo, afirmou que com a formação dos 190 alunos, o Estado cumpre um importante papel de suprir uma demanda reprimida por profissionais da área de programação de sistemas. Para o coordenador, a proposta de uma formação de seis meses garante maior eficiência na formação. 

"Esse curso de formação de programadores veio atender uma demanda reprimida não só do estado, mas também uma demanda nacional. Temos dados de que existe uma defasagem imensa sobre esse perfil de profissional, que é considerado um 'profissional do futuro'.

O Governo de Mato Grosso apostou nesse projeto, que propõe uma formação com alto nível de eficiência, para conseguir formar um especialista em seis meses e ele ficar pronto para atender essa demanda reprimida", disse o coordenador Robson. 

‘Oportunidade única’ 

Incentivada pela mãe, a aluna Maria Eduarda Ramos de Queiroz, de 19 anos, revelou que para além dos ensinamentos técnicos e práticos sobre programação, a passagem pelo curso possibilitou um ganho de segurança e autoconfiança profissional e pessoal. 

"Quando entrei para o curso ficava me perguntando se eu ia dar conta, se eu ia conseguir concluir. Agora que cheguei aqui, depois de seis meses sinto que todas essas dúvidas que eu tinha, foram sanadas. Hoje posso responder a mim mesma que sim, eu consigo e sim, eu consegui", compartilhou a estudante. 



Já o aluno Gabriel André Siqueira Nonato, de 20 anos, apontou para um crescimento pessoal e também a oportunidade de desenvolver outras habilidades, que também são importantes para um bom desenvolvimento no mercado de trabalho. 

"É muito gratificante. Foi um ambiente muito legal que eles produziram para a gente, com equipamentos de alta qualidade. Além disso, fiz amizades muito importantes e sinto que todo o processo foi muito enriquecedor. Aqui aprendi a trabalhar em equipe, também compreendi como me comunicar melhor e agora percebo que sou um profissional melhor", disse Gabriel. 

Oferta de bolsas 

O ranking final do curso, em que serão computadas todas as notas das atividades avaliativas, vai ser divulgado ainda em outubro. Já os estágios nas Secretarias de Estado devem começar em novembro e finalizar em novembro de 2024, totalizando um ano de atuação. 

Na cerimônia estavam presentes a deputada federal, Gisela Simona, o reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares, a reitora e o vice-reitor da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Vera Maquea e Alexandre Gonçalves Porto e o diretor vice-presidente da MTI, Cleberson Antônio Sávio Gomes. 

Também participaram o diretor do Parque Tecnológico Mato Grosso, Rafael Bastos, os secretários-adjuntos da Seciteci, Dimorvan Brescancim e Rodrigo Zanin, e os superintendentes da Seciteci, Lectícia Figueiredo e Endrigo Antunes Martins. 

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90