30/08/2014 às 18h49min - Atualizada em 30/08/2014 às 18h49min

Casal é preso por publicar fotos de adolescente por meio do aplicativo WhatsApp

O Repórter do Araguaia
Reprodução / Ilustrativa

De posse desta informação Dr. Valmon Pereira da Silva delegado da Polícia Civil, por meio da Delegacia de São Félix do Araguaia em ação conjunta com a Polícia Militar da cidade de Novo Santo Antonio cumpriu, na tarde desta quarta feira 28 de agosto representou um mandado de prisão preventiva em desfavor do casal, Rodrigo Souza Martins e Isaura Silva Paz, o qual é suspeito de estuprar uma adolescente. O crime teria ocorrido na Cidade de em Novo Santo Antonio e chocou a população.

Conversamos por telefone com o delegado responsável pelo inquérito Dr. Marcelo Henrique Maidame da cidade de Alto Boa Vista, nos informou que a prisão do casal se deu em cima de fotos com cenas pornográficas foram divulgadas de uma adolescentes por meio do no aplicativo WhatsApp. “O casal alega que não tiraram as fotos, mas de qualquer forma cometeram o crime por estarem com as fotos. A policia continuará investigando quem está repassando as fotos da adolescente, pois a mesma é de família humilde e não merece ser exposta da maneira que vem sendo. As pessoas que armazenas fotos em celulares reproduzem e replicam principalmente por meio de rede sociais, uma vez identificadas, estão cometendo crime tão grave quanto às pessoas que tiraram, pois veicular imagens de adolescente em redes sociais é crime segundo o estatuto do adolescente. Foi instaurado Inquérito Policial para apurar os fatos”, disse Dr. Marcelo, presidente do inquérito.
 

O caso teve grande repercussão causando muita indignação na população das cidades da região do Araguaia. E segundo informações da policia no dia da ação criminosa as fotos da adolescente passou a circular em canais de jornais e tomou conta dos celulares dos são-felixcenses por meio do aplicativo WhatsApp. As imagens teriam sido divulgadas pelo acusado e compartilhadas pelos internautas nas redes sociais na ‘velocidade da luz’.
 

De acordo com as investigações a suspeita de que a adolescente tenha saído drogada antes dos atos de relação sexuais. Tudo isso será esclarecido durante o inquérito policial que apura o caso.
 

A Polícia Civil em conjunto com a Militar, conseguiram fazer esse grande trabalho com o esforço próprio de seus policiais, prestando um significativo serviço a população são-felixcenses e região.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%