28/08/2014 às 13h40min - Atualizada em 28/08/2014 às 13h40min

Chamas consomem parque Serra Azul há cinco dias

Secom/BG
Edevílson Arneiro

Nesta quarta-feira (27/08) completou cinco dias de um dos piores no parque Estadual de Serra Azul nos últimos anos, a estimativa é que mais de 60% da área foi destruída pelo fogo. Com o forte calor e a baixa umidade relativa do ar os focos alastram rapidamente, o incêndio criminoso que começou na região de chácaras entre a Serra e a MT-100 na saída para Araguaiana chegou na parte que fica no limite da Zona urbana e além dos danos ambientais está causando transtornos para toda a população.

    Bastante exaustos as equipes de combate por terra formada por homens do Corpo de Bombeiros, funcionários da SEMA , brigadistas e voluntários tentam diminuir os focos que atingiram toda a extensão do parque da Serra Azul, “Quando controlamos um, outro começa, os locais são sempre de difícil acesso, mas estamos fazendo o possível para controlar os principais focos”, disse o Gerente do parque Pedro Fernando. Com um esforço conjunto da Prefeitura de Barra do Garças e o Governo do Estado o avião do corpo de Bombeiros continua auxiliando no combate do incêndio, jogando os jatos com 3 mil litros de água nas encostas onde não é possível chegar pelo solo.

Segundo o Diretor do pronto Socorro Municipal Jaílton Pereira o número pessoas com problemas respiratórios aumentou consideravelmente, “Toda hora chegam crianças e idosos com problemas agravados pela fumaça, nessa época o número de internações com esses problemas é maior com a baixa umidade e com esse incêndio na Serra piorou ainda mais”.

Na noite de quarta-feira, foi possível observar os sinais dos focos na Serra da Usina e se não for contido, nas próximas horas estará na encosta dos Bairros Dermat, Santo Antônio e Pitaluga. Enquanto realizava o combate as equipes foram acionadas para outro foco de incêndio no morro da Vila Varjão, que foi rapidamente controlado, “Esses focos dificultam os trabalhos porque são apenas 38 pessoas e ainda temos que dividir as equipes”, lamentou o brigadista Garrincha. A tentativa de controlar o incêndio que continua avançando rapidamente segue na quinta-feira.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%