Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
18/01/2023 às 10h14min - Atualizada em 18/01/2023 às 10h14min

Idoso acusado de colocar veneno em achocolatado vai a júri

O caso comoveu o país em 2016 e lotes da marca do achocolatado chegaram a ser confiscados

Mídia News
Araguaia Notícia
A juíza Mônica Perri, da 1ª Vara Criminal de Cuiabá, marcou para o dia 28 de fevereiro o júri popular do comerciante Adônis José Negri, de 70 anos, acusado de envenenar um achocolatado, que resultou na morte de uma criança de 2 anos, em Cuiabá.
 
O julgamento ocorrerá no Fórum de Cuiabá a partir de 13h30.
 
A criança morreu em agosto de 2016, na Policlínica do Coxipó. O caso comoveu o país em 2016 e lotes da marca do achocolatado chegaram a ser confiscados. 
 
Adônis foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) pelo crime de homicídio qualificado por emprego de veneno.
 
Segundo a denúncia, o veneno foi colocado por Adônis no achocolatado para se vingar de um assaltante que estava furtando sua casa e comendo alimentos de sua geladeira.
 
O assaltante Deuel de Resende Soares caiu na armadilha, furtou o produto, mas o vendeu para o pai da criança, que acabou consumindo a bebida envenenada.
 
Adônis chegou a ser preso na época do fato, mas foi solto 30 dias depois e aguarda o julgamento em liberdade.
 
O assaltante também foi preso na ocasião.
 
Na época, o zelador chegou a conceder uma entrevista ao MidiaNews e negou ter colocado veneno no achocolatado.
 
Ele afirmou que Deuel alegou para a polícia que furtou o achocolatado da sua residência para se livrar do crime.
 
A morte
 
A criança de dois anos deu entrada na Policlínica do Coxipó no dia 25 de agosto de 2016.
 
A mãe informou que estava em casa com o filho, no Bairro Parque Cuiabá, quando a criança teria dito que estava com fome. Ela, então, deu-lhe uma caixinha de achocolatado.
 
Ela, então, deu-lhe uma caixinha de achocolatado, que foi comprado pelo marido.
 
Ela disse que a reação foi imediata e o menino passou mal, desmaiando em seguida.
 
O menino chegou a ser reanimado pelos médicos, mas morreu cerca de uma hora depois de ter dado entrada na unidade hospitalar.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90