Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
11/01/2023 às 15h51min - Atualizada em 11/01/2023 às 15h51min

Dono de hotel exige sexo de garota em troca de moradia e faz ameaças em MT

A equipe da Delegacia da Polícia Civil em Sorriso prendeu em flagrante, na tarde de terçafeira (10.01), um empresário de 55 anos pelos crimes de ameaça, violência psicológica e exploração sexual de adolescente. O Núcleo de Atendimento à Mulher, Criança e Idoso recebeu denúncias de ex-empregadas do suspeito, que relataram episódios de assédio, constrangimento e importunação sexual no ambiente de trabalho. O empresário tem uma loja de variedades e um hotel na cidade de Sorriso-MT. Uma vítima, de 17 anos, narrou que o suspeito trancou a porta do local onde ela trabalhava, depois que a adolescente, acidentalmente, quebrou um objeto.

O empresário a assediou e a beijou, ao que ela esquivou, e depois disse que a vítima poderia pagar de outra maneira o prejuízo causado. Outra vítima relatou que o empregador ordenou que ela se trocasse e usasse uma roupa mais justa, e tentou forçar entrada no banheiro em que ela estava, além de ter lhe apertado o braço na intenção de intimidá-la, quando ela disse que o denunciaria. Em outro relato, uma vítima declarou que o suspeito a ordenou que ficasse nua, quando ele desconfiou de que estaria sendo furtado. Uma das vítimas começou a ser ameaçada pelo suspeito, que mandou mensagens dizendo que colocaria alguém para pegá-la porque ela estava tentando roubá-lo.

Diante das ameaças, a equipe de policiais civis realizou diligências e localizou o empresário na tarde de terça-feira, no local de trabalho, e o conduziu em flagrante à delegacia.

A vítima confirmou as informações. A delegada Jéssica Assis destaca que o caso investigado evidencia a cultura do estupro no ambiente de trabalho e a naturalização da violência. “Toda essa situação criminosa foi tratada pelo suspeito como uma prerrogativa decorrente da relação patronal, e pelas vítimas, como um percalço inevitável da dinâmica empregador e empregado, que deve simplesmente ser aturado. São jovens o iniciando sua jornada profissional, já tão prematuramente repleta de máculas de exploração, violência, humilhação e truculência”, pontuou a delegada responsável pelo Núcleo da Mulher.

Fonte: FOLHAMAX 

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90