Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
11/01/2023 às 06h50min - Atualizada em 11/01/2023 às 06h50min

Polícia identifica suspeitos de torturarem e matarem mulher no motel

G1 GO 
ARAGUAIA NOTÍCIA


A Polícia Civil divulgou vídeos que mostram suspeitos de torturar e matar uma mulher saindo de um motel após o crime em Goiás. Um deles é suspeito de matar uma adolescente de 15 anos, e foi preso na fronteira do Brasil com o Paraguai. Outro homem foi preso e uma mulher é procurada pela polícia. Segundo a PC, a vítima, que era garota de programa, foi filmada entrando no motel, mas não foi vista saindo.

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia conseguido localizar as defesas dos suspeitos para que se posicionem.

A garota de programa, que foi identificada como Deyselene de Menezes Rocha, foi encontrada morta carbonizada no dia 13 outubro de 2022, em um matagal em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia, com sinais de tortura, como um arame envolto ao pescoço. O caso é investigado pelo delegado Arthur Fleury.

Morte

A Polícia Civil disse que imagens do circuito de segurança de um motel perto da BR-153, em Aparecida de Goiânia, mostram quando a vítima chega ao estabelecimento em carro. Em seguida, um casal, identificado chega ao motel e divide o quarto suspeito e a vítima.

Ao observar as câmeras de segurança do motel, a Polícia Civil verificou que no banco de trás do carro havia um volume encoberto com um pano. O delegado disse que na conta paga no motel há a cobrança de um lençol e um travesseiro, que ele teria levado do estabelecimento.

A irmã de Deyselene relatou à polícia que ela foi vista pela família pela última vez, por volta das 4h do dia 12 de outubro de 2022, quando deixou o filho aos cuidados da irmã. O corpo da vítima foi achado no dia seguinte ao desaparecimento dela, em um matagal em Abadia de Goiás, carbonizado e com sinais de tortura, como um arame envolto ao pescoço.

Homens presos e mulher foragida

Leandro foi preso na última sexta-feira (6), na fronteira do Brasil como Paraguai, usando um documento falso quando foi preso. A PC acredita que o homem tentaria atravessar a tríplice fronteira para fugir. Conforme a corporação, ele estava com dois mandados em aberto no Brasil. A polícia disse que ele segue preso no Paraná e será recambiado para Goiás.

A corporação informou ainda que Leandro já tem passagens pela poícia por estupro, homicídio e posse irregular de arma de fogo, e que era monitorado por tornozeleira eletrônica, mas, após o crime crime contra a goiana, a rompeu e desapareceu.

Ainda de acordo com a polícia, Wallace também foi preso, após o deferimento de um mandado de prisão temporária, mas negou a participação no homicídio. Helen ainda está foragida, de acordo com informações divulgadas pela PC nesta terça-feira (10).

A Polícia Civil disse ainda que os presos são suspeitos de praticarem outros crimes graves e que a divulgação das imagens deles podem ajudar no esclarecimento de outras infrações penais, após reconhecimento por possíveis vítima e testemunhas.[Vídeos mostram suspeitos de torturar e matar mulher saindo de motel após crime em Aparecida de Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil]Vídeos mostram suspeitos de torturar e matar mulher saindo de motel após crime em Aparecida de Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Morte de adolescente

A Polícia Civil disse que Leandro também é suspeito de ser o autor de um assassinato contra uma adolescente de 15 anos, que foi achada morta com sinais de tortura em um motel em Ciudad del Este, no Paraguai.

O crime contra a menina foi no dia 3 de novembro do mesmo ano, ou seja, menos de um mês após o primeiro crime citado.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90