02/12/2011 às 16h18min - Atualizada em 02/12/2011 às 16h18min

Temer vem a MT assinar decreto de criação do GGI-F

O gabinete de fronteira vai funcionar em Cáceres

Secom-MT
Aluizio de Assis

O vice-presidente da República, Michel Temer, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o ministro da Defesa, Celso Amorim, e a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, estarão na próxima segunda-feira (05.12) no município de Cáceres (225 Km a Oeste de Cuiabá) para assinar, junto ao governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, e o secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, o decreto de criação do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-F).

A instalação do Gabinete está prevista dentro da proposta do Plano Estratégico de Fronteira, lançado este ano pelo Governo Federal. O objetivo do Plano é a redução dos índices de criminalidade e o enfrentamento ao crime organizado por meio da atuação integrada das instituições dos Ministérios da Justiça e da Defesa, além da cooperação com os países que fazem fronteira com o Brasil, no fortalecimento da prevenção, controle, fiscalização e repressão dos delitos transfronteiriços e dos praticados na faixa de fronteira brasileira.

O GGI-F vai reunir prefeitos e secretários executivos dos Gabinetes de Gestão Integrada dos municípios de fronteira, além de integrantes de várias entidades do âmbito estadual e federal, como Marinha e Aeronáutica, e forças da segurança que já atuam permanentemente na faixa de fronteira, como o Gefron e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na resolução de problemas ligados à fronteira e no combate ao tráfico de entorpecente.

Também irão participar da solenidade chefes das Forças Armadas e das unidades de Segurança Pública de Mato Grosso, poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público Federal e Estadual, entre outras autoridades. O evento está previsto para iniciar às 17h30 no 2º Batalhão de Fronteira de Cáceres (2º BFron). 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.4%
17.2%
77.2%