23/07/2014 às 08h42min - Atualizada em 23/07/2014 às 08h42min

Barra-garcense agradece orações e torce pela 'pega da medula'

Ronaldo Couto
Facebook

A bióloga de Barra do Garças, Nádia Andrade, 29 anos, recebeu a visita dia 19/07 do grupo SOS Nariz no hospital em São Paulo onde está internada após receber a infusão das células-tronco. Ela luta contra uma leucemia miolóide e ficou conhecida por fazer campanha na internet que reuniu mais de 1.200 possíveis doadores de medula óssea em 2013 entre as cidades de Barra do Garças, Pontal do Araguaia e Aragarças-GO. 

A descontração dos jovens vestidos de palhaço trouxe mais força e motivação para Nádia, que está acompanhada do esposo, o policial militar de Goiás Raul e os pais nesse período que pode demorar até mesmo cem dias. Esse prazo é importantíssimo para que aconteça o que os médicos chamam popularmente de ‘pega da medula’ onde o organismo de Nádia possa aceitar o líquido recebido durante a infusão.

O doador de Nádia foi o próprio pai, Dirceu da Cruz Pinto, que trabalha com cachorro-quente próximo a Casas Bahia no centro de Barra, e foi o que reuniu maior índice de compatibilidade, em torno de 50% e por isso foi escolhido pelos médicos.

A expectativa é grande da família que a ‘pega da medula’ aconteça logo e Nádia possa retornar para casa em Barra do Garças. Os familiares agradeceram as orações em favor de Nádia que estão vindo de vários lugares não só de Barra, mas também de vários lugares do Brasil.

Durante a campanha no ano passado, Nádia explicou que o Banco Nacional de Doadores (Redome) tem três milhões de inscritos como possíveis doadores número este considerado pequeno diante da população do Brasil de quase 220 milhões. “Precisamos quebrar os tabus por uma questão humanitária e de amor para salvar vidas. Quanto mais doadores nós tivermos inscritos maiores são as chances de cura daqueles que estão na fila”, frisou Nádia.

A campanha teve o apoio do Hemocentro de Goiânia que deslocou uma equipe para coletas de possíveis doadores em Aragarças. Foram mil e duzentos gestos de amor que jamais serão esquecidos na região de Barra do Garças.

Em relato no face, Raul conta que a esposa tem sido forte e tem superado a fase de dores, febre falta de apetite, fraqueza, retenção de liquido e até mesmo o fato de ter aumentado o peso em 14 quilos numa semana em função da aplicação de medicamentos para ajudar na aceitação do líquido da medula recebido.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%