20/07/2014 às 11h04min - Atualizada em 20/07/2014 às 11h04min

Peritos entregam laudo sobre acidente que vitimou universitária

Ronaldo Couto
Facebook

Os peritos da Polícia Técnica (Politec) de Barra do Garças entregaram sexta-feira (18) aos delegados o laudo conclusivo sobre acidente que vitimou a universitária do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Cathedral Rayane Francine Maciel da Silva, 20 anos, ocorrido dia 24/04, no bairro Jardim Anchieta em Barra do Garças.

Rayane foi atropelada pela caminhonete do namorado Sérgio Santos Farias, 40 anos, após uma discussão do casal. Ela foi socorrida por ele, mas morreu ao dar entrada no Pronto Socorro. O empresário alega que foi um acidente, todavia chegou a ficar detido a pedido da Polícia Civil por 28 dias.

O resultado da perícia não foi informado para imprensa. O laudo da Politec demorou 49 dias para ser concluído e confronta as informações colhidas durante a reconstituição do acidente realizada dia 30/05 com a presença do empresário e de testemunhas do fato.

Em função da repercussão, a Politec de Barra se empenhou na elaboração do laudo que é assinado por dois peritos, porém tem a participação de quase toda equipe da regional barra-garcense e traz como novidade um vídeo tridimensional considerado importantíssimo na contextualização do ocorrido.

Nesta semana, a família de Rayane esteve na Band onde reclamou sobre a demora da polícia em concluir o inquérito que investiga o acidente. O delegado Joaquim Leitão confirmou o recebimento do laudo e disse que agora a polícia está perto de concluir o inquérito fato que deve ocorrer até sexta-feira.

 

Entenda o caso

O atropelamento aconteceu dia 24/04 quando Rayane foi até a construção do namorado – que é empresário do ramo da construção civil - pegar alguns pertences e terminar o namoro. Houve uma discussão e na seqüência o atropelamento.

A família da universitária chegou a suspeitar do empresário devido o fim do namoro, todavia Sérgio nega que o acidente foi intencional e explica que Rayane caiu quando tentava subir na caminhonete e por isso foi atingida pela roda.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%