05/08/2022 às 22h52min - Atualizada em 05/08/2022 às 22h52min

Empresária de Barra do Garças cai no golpe do falso promotor de Justiça e deposita R$ 4.400,00 a bandidos

A mulher imaginava que estaria falando com o promotor de Justiça na expectativa de soltar o marido

Araguaia Notícia
Uma empresária de 42 anos, foi vítima na sexta-feira (5/8), de um golpe em que o bandido ligou para ela se passando por promotor de Justiça dizendo que soltaria o esposo dela, que está detido, mas que seria necessário efetuar três depósitos pela modalidade PIX, de R$ 2.200,00, que dariam R$ 6.600,00.

Ela chegou a perguntar ao ‘falso promotor’ se o advogado dela estaria ao lado dele e se realmente o esposo seria solto na sequencia. O golpista perguntou o nome do advogado e sem malícia, a mulher disse o nome do advogado e o bandido somente confirmou que sim. Ela, então, chegou a efetuar dois pagamentos de 2.200 totalizando 4.400,00.

Como não tinha mais dinheiro para efetuar o terceiro PIX, a empresária então ligou para advogado e foi aí que ela foi alertada que estava sendo vítima de um golpe. A mulher foi então na delegacia para registrar ocorrência e tentar bloquear os depósitos efetuados ao bandido e lá ficou sabendo que já era a quarta vítima do mesmo golpe, do ‘falso promotor’.

O advogado de empresária ligou na reportagem do site Araguaia Notícia com objetivo de alertar a população para ficar atento e não cair nesse novo tipo de golpe na cidade. “Juiz ou promotor não liga pedindo para fazer PIX para soltar nenhuma pessoa. Se a pessoa receber uma ligação ou mensagem nesse sentido pode desconfiar que é golpe”, alertou o advogado.

Com relação a golpe do ‘falso’ promotor, a polícia acredita que lá mesmo na cadeia, quando os novos detentos chegam, os bandidos recebem informações e procuram na rede social por telefone ou contato de familiares dos recém-detidos. 

Recentemente, a prefeitura de Barra do Garças alertou que criminosos estariam também se passando por médico do Pronto Socorro e ligando para familiares de pacientes pedindo dinheiro para comprar remédios ou fazer procedimentos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »