30/06/2022 às 07h37min - Atualizada em 30/06/2022 às 07h37min

Homem estupra neta de 11 anos e mantinha esposa em cárcere privado

Mais Goiás 
ARAGUAIA NOTÍCIA 


A Polícia Civil prendeu um homem que mantinha a mulher em cárcere privado e a obrigava a presenciar o abuso sexual que cometia contra a neta dela, de 11 anos de idade, em São Miguel do Araguaia, região Oeste de Goiás. O suspeito, segundo as investigações, ainda fazia ameaças de morte contra as duas vítimas ao alegar que cortaria o pescoço delas caso fosse denunciado. Outra neta, de 7 anos, também sofria ameaças. O suspeito foi encaminhado para a delegacia da cidade na segunda-feira (27).

De acordo com as apurações, o homem e a avó das meninas tinham um relacionamento conturbado. Na semana passada, o suspeito teve um ataque de fúria e quebrou o celular da mulher, o que a fez ficar incomunicável. Ele ainda a prendeu dentro de um dos quartos da residência dela, uma pequena propriedade rural de difícil acesso que fica a 10 km do perímetro urbano do município.

Abuso sexual

De acordo com a corporação, o homem agrediu a mulher nesta segunda (27), ocasião em que prendeu a neta de 11 anos no mesmo quarto em que a mulher era mantida. A criança mais nova ficou reclusa no quarto ao lado.

Na sequência, a garota mais velha foi estuprada na frente da avó. Segundo as investigações, gritos de socorro de ambas não foram suficientes para que o suspeito cessasse a violência sexual.

Durante o crime, avó teria sido ameaçada de morte para que permanecesse de olhos abertos para presenciar as cenas de abuso. Enquanto isso, a neta mais nova, escutava sons do estupro, bem como os gritos de desespero da irmã e da avó.

Prisão do suspeito

A Polícia Militar recebeu uma denuncia anônima na segunda-feira (27) e se dirigiu até o endereço informado. O suspeito foi preso em flagrante. Após perceber a presença dos policiais, a mulher gritou por ajuda e foi liberada do cárcere.

Segundo a polícia, ela apresentava edemas e escoriações pelo corpo e foi encaminhada ao hospital para receber atendimento médico, assim como as crianças.

Diante do flagrante, o suspeito foi encaminhado para a delegacia e preso por cárcere privado com qualificação de violência psicológica e lesão corporal no contexto de violência doméstica praticados contra a mulher.

Além disso, o homem ainda é investigado por estupro de vulnerável contra a criança de 11 anos. O suspeito segue na Unidade Prisional de São Miguel do Araguaia à disposição do Poder Judiciário.

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do WhatsApp

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do Telegram 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »