03/06/2022 às 11h43min - Atualizada em 03/06/2022 às 11h43min

Defensoria lança concurso para cargos com salário de até 10,5 mil

Carga horária é de 30h semanais e há espaço para cadastro reserva; este é 2º concurso da Defensoria

Mídia News
Araguaia Notícia
A Defensoria Pública de Mato Grosso lançou, nesta sexta-feira (3), um edital de concurso público com salários de até R$ 10,6 mil.
 
Ao todo, serão 28 vagas dos cargos de carreira de apoio administrativo da Instituição, sendo nove vagas de técnico administrativo (nível médio), 18 vagas para analista de sistemas e uma vaga para controlador interno (nível superior), além da formação do cadastro de reserva.
 
Segundo o edital, já publicado no Diário Oficial do Estado, as inscrições serão abertas no dia 20 de junho e seguem até 25 de julho. As provas objetiva e discursiva serão realizadas no dia 28 de agosto.
 
“A realização do concurso para o provimento desses cargos é medida essencial para a escolha de profissionais capacitados, em condições isonômicas e transparentes", disse o defensor público-geral, Clodoaldo Queiroz.
 
O prazo de validade do certame, que será organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), é de dois anos, a contar da data da publicação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período.
 
A carga horária, para todos os cargos, é de 30 horas semanais.
 
Leia o edital AQUI 
 
Vagas

O concurso oferece duas vagas para técnico administrativo para atuar na área-meio, em Cuiabá, e sete vagas para técnico administrativo na área-fim, sendo uma em Cáceres, três de ampla concorrência e uma para negros e quilombolas, na capital, uma em Rondonópolis e uma em Sorriso.
 
Considerando os cargos que exigem nível superior, foram abertas 18 vagas para analista de sistemas (11 de ampla concorrência, duas para pessoas com deficiência, quatro para negros e quilombolas, e uma para indígenas), além de uma vaga para controlador interno, todas em Cuiabá.
 
Além dessas vagas já abertas, também será formado o cadastro de reserva para as carreiras de técnico, inclusive em outros municípios do interior, e para analista, na capital.
 
De acordo com o edital, 10% das vagas existentes, ou que venham a surgir no prazo de validade do concurso, foram reservadas para pessoas com deficiência, 20% para negros e quilombolas, e 5% para indígenas.
 
Inscrições
 
As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do IBFC: na aba “Concursos – Inscrições abertas”, de 20 de junho até 25 de julho. A data-limite para o pagamento da taxa de inscrição é dia 26 de julho. As provas objetiva e discursiva estão agendadas para o dia 28 de agosto.
 
O valor da taxa de inscrição será de R$ 70,00 para os cargos de técnico administrativo (nível médio), R$ 110,0 para os cargos de analista (nível superior), e R$ 130,00 para o cargo de controlador interno (nível superior).
 
Durante o período das inscrições, o candidato que não tiver acesso à internet poderá utilizar o posto de atendimento na sede da Defensoria Pública de Mato Grosso, no Centro Político Administrativo de Cuiabá, em dias úteis, entre 13h e 17h.
 
Acesse o site AQUI
 
Etapas
 
Os candidatos aos cargos de nível médio vão realizar apenas uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Já os candidatos às vagas de nível superior vão prestar duas avaliações, uma objetiva e outra discursiva, de caráter eliminatório e classificatório.
 
As provas serão realizadas em Cuiabá e/ou Várzea Grande, em Mato Grosso. Os candidatos devem arcar com todas as despesas de deslocamentos, obrigatórios ou voluntários, referentes à participação no certame.
 
Remuneração
 
O subsídio inicial (valor bruto) para o cargo de técnico administrativo é de R$ 3.065,50. Já para o cargo de analista de sistemas, a remuneração inicial é de R$ 6.584,11. Enquanto para controlador interno, o valor é de R$ 10.632,57.
 
Além do subsídio básico, os servidores da Defensoria Pública atualmente também têm direito ao auxílio-alimentação (verba de caráter indenizatório) no valor de R$ 803,75.
 
Todos os candidatos aprovados vão ingressar no primeiro nível da primeira classe, respeitando os requisitos profissionais exigidos para o cargo, e podem progredir na carreira caso alcancem os requisitos de cada classe.
 
O regime aplicado aos servidores da Instituição é o estatutário, respeitada a legislação geral, específica e a autonomia da Defensoria Pública.
 
O preenchimento das vagas por cargo respeitará a ordem de classificação e a disponibilidade de vagas nos municípios de lotação.
Notícias Relacionadas »
Comentários »