09/07/2014 às 11h28min - Atualizada em 09/07/2014 às 11h28min

Famílias que invadiram área em frente a Cemitério são retirados por decisão judicial

Agência da Notícia
Agencia da Noticia

Depois de seis meses morando em barracos de lonas e até mesmo construindo pequenas casas na área de terra que fica em frente ao cemitério de Confresa, as famílias que invadiram o local foram retiradas esta semana por força de uma decisão judicial, que reconheceu a propriedade a uma cooperativa da cidade e definiu a reintegração de posse.

Com a presença da Polícia Militar e do Oficial de Justiça a ordem foi repassada aos invasores, que não resistiram e deixaram o local. Mas acamparam as margens da BR 158, o que deixa os produtores rurais apreensivos quanto a uma nova invasão na região, já marcada historicamente pela disputa de terras, muitas vezes sangrenta.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública, a grande maioria dos homicídios da região são motivados por brigas por terras. Outras duas áreas, dentro do perímetro urbano de Confresa foram invadidas e os proprietários buscam a reintegração junto a justiça.

Mais de 100 pessoas estariam na área invadida e agora estão acampados na BR 158. De acordo com fontes do Agência da Notícia eles estariam procurando alguma "área abandonada para uma nova invasão, alegando que não tem onde morar e querem uma terra para produzir e tirar o sustento. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%