24/05/2022 às 06h52min - Atualizada em 24/05/2022 às 06h52min

Três homens morrem em confronto com a polícia na fronteira de MT com a Bolívia

Douglas Rodrigues Prudêncio, Ronildo Mendes da Silva e Genilton Francisco dos Santos morreram em confronto com a polícia — Foto: Divulgação
Araguaia Notícia com G1 MT 

Três homens suspeitos de tráfico de drogas foram mortos a tiros durante um confronto com a polícia em Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá, em uma região de fronteira com a Bolívia, nesta segunda-feira (23). Eles foram identificados como Douglas Rodrigues Prudêncio, Ronildo Mendes da Silva e Genilton Francisco dos Santos.

De acordo com o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), durante rondas pela MT-199, a equipe encontrou um grupo suspeito na mata e fez a aproximação a pé. Próximo ao local, os policiais encontraram várias pessoas fazendo o carregamento de sacos, semelhantes aos utilizados para o transporte de drogas, na carroceria de uma caminhonete.

Segundo a polícia, durante a observação, foi possível identificar que duas pessoas estavam portando fuzil e os demais portavam revólveres. Também havia três motos, sendo duas delas com placas da Bolívia.

O Gefron disse que tentou realizar a abordagem dos suspeitos, no entanto, eles passaram a atirar contra a equipe, que revidou. O grupo informou que houve intensa troca de tiros.

A caminhonete que seria usada no transporte da droga empreendeu fuga sentido Bolívia. Outros suspeitos também conseguiram fugir, mas três deles foram atingidos pelos tiros e morreram ainda no local.

Com os suspeitos alvejados, foi encontrado duas armas de fogo, tipo revólver, com munições deflagradas. Os policiais também encontraram 17 sacos com drogas, totalizando 500 tabletes de substância análoga a cloridrato de cocaína. Todo o material apreendido foi entregue para a Delegacia Especial de Fronteira, na cidade de Cáceres (MT).

Passagens pela polícia

A polícia informou que Douglas, Ronildo e Genilton, mortos no confronto, já tinham passagens criminais.

Douglas respondia por lesão corporal, desobediência, ameaça, atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública, resistência, desacato, direção perigosa de veículo na via pública, tráfico de drogas, furto, conduzir veículo automotor sob a influência de álcool ou substância psicoativa e associação para tráfico ilícito de drogas.

Conforme a ficha policial, Ronildo tinha passagens por tráfico internacional de arma de fogo, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, quadrilha ou bando, posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito ou proibido.

Já Genilton tinha passagem por vias de fato e lesão corporal.
Notícias Relacionadas »
Comentários »