21/05/2022 às 08h37min - Atualizada em 21/05/2022 às 08h37min

Mulher denuncia negligência médica após bebê nascer morto em hospital

Araguaia Notícia com G1 MT 

A família de Rosiane Roberta Bento Souza, de 21 anos, registrou um boletim de ocorrência por negligência médica por parte de um hospital e maternidade de Cuiabá depois que o bebê que ela esperava nasceu morto, nessa quinta-feira (19). Por meio de nota, o Hospital Santa Helena se manifestou e disse que em nenhum momento deixou de prestar atendimento à paciente. (nota na íntegra no fim da matéria)

A família diz que o caso é semelhante ao que aconteceu em fevereiro, quando a jovem Juliana Rodrigues, 26 anos, passou por maternidades de Cuiabá, não conseguiu o atendimento necessário e o bebê também nasceu morto devido à demora para realização do parto. O marido de Roberta, Miguel Arcanjo de Souza, disse que o casal mora no bairro Osmar Cabral, na capital. Segundo ele, o desespero da família começou na madrugada dessa quinta, quando a bolsa da jovem estourou e ela foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Conforme o boletim de ocorrência, a jovem tinha feito todo o pré-natal no Hospital Santa Helena e, por isso, foi levada para lá quando começou a entrar em trabalho de parto.

Segundo o pai da criança, antes de Rosiane entrar na sala de parto, o bebê estava vivo, por volta das 3h desta quinta. No entanto, o filho do casal só nasceu por volta das 18h, de forma natural, mas não chorou. Foi realizada a intubação imediata, massagem cardíaca e logo constataram que a criança estava morta.

O boletim cita ainda que a justificativa dada pelos médicos é que o feto ‘nasceu parado’, o que causou a morte. Para o pai, que esperava ansiosamente pela criança, a dor que fica é aquela da espera.

“A gente planejou tanto, inclusive estávamos fazendo o encaminhamento médico tudo certinho. Ela [minha esposa] está em estado de choque, deitada e talvez tenha alta amanhã, a gente nem sabe ainda”, destaca.

Uma necropsia realizada pelo hospital deve apontar as causas da morte do menino.

Manifestação do hospital

“Em nenhum momento a paciente foi desassistida por nossa equipe de profissionais, sendo realizada toda assistência à mesma, conforme consta no boletim de entrada da paciente. Esclarecemos ainda que todos os protocolos médicos recomendados para o caso foram plenamente seguidos de forma correta e em tempo hábil.

O corpo do bebê foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO) para apurar a causa da morte. O Hospital Beneficente Santa Helena se solidariza com os familiares pela perda e se coloca à disposição prestando suporte e acolhimento neste momento de profundo sofrimento”.

Notícias Relacionadas »
Comentários »