04/05/2022 às 18h19min - Atualizada em 04/05/2022 às 18h19min

Atriz pornô revela que 'donos do PT' temem perder mandatos em MT

Araguaia Notícia
Araguaia Notícia com Folhamax

Paulo Lemos, um dos advogados da banca que representa a atriz pornô Ester Caroline Henrique Bonometo Pessatto, a “Tigresa VIP”, revelou que os operadores legais do grupo realizam “advocacia pro bono”, ou seja, defendem sua cliente de forma gratuita. Entre os profissionais do Direito está o ex-juiz federal, Julier Sebastião.

O advogado Paulo Lemos gravou um áudio comentando o “labirinto” que o Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso se enfiou pela sua inabilidade de manter uma questão interna – a filiação de “Tigresa VIP” -, dentro da esfera partidária, trazendo o caso ao debate público, há 6 meses das eleições. A atriz pornô encontra dificuldades em se filiar, impostas por lideranças do PT fora do eixo Cuiabá/Várzea Grande, e apelou ao Diretório Nacional da sigla, realizando sua inscrição pela internet.

Ela conseguiu emitir sua carteirinha de filiada. No entanto, após o envio de um áudio num grupo de Whatsapp, da deputada federal Rosa Neide (PT-MT), dizendo que não estaria “disposta” a ser motivo de “chacota” por estar ao lado de uma atriz pornô na campanha, sua inscrição foi “suspensa” pela agremiação.  

“Nós temos entendimento que a Ester continua filiada desde o dia 2 abril, conforme consta da ficha de filiação dela. Porque não houve a instauração de nenhum processo na comissão de ética que garantisse o contraditório, a ampla defesa, o devido processo legal, e que ao final houvesse algum julgamento que tivesse justa causa para suspender ou mesmo para culminar na sua desfiliação, na sua exclusão”, diz Paulo Lemos.

O advogado comenta que a suspensão da filiação de “Tigresa VIP” ocorreu “sem o contraditório e a ampla defesa”, num julgamento “informal”, dentro de um grupo de Whatsapp. O representante da atriz garantiu que, se necessário, os defensores irão até a justiça para garantir sua inscrição.

“Como nada disso aconteceu, nós consideramos que essa votação é uma votação inválida juridicamente, uma votação nula, esse ato de suspensão e exclusão. Nós vamos apenas seguir o rito formal e administrativo, e depois, se necessário, judicial, o que eles não fizeram. Por respeito a legislação, e a Constituição Federal, respeito que a executiva estadual não teve em momento algum, e por respeito inclusive ao estatuto do Partido dos Trabalhadores, o que a executiva estadual também não teve”, defende o advogado.

Paulo Lemos finaliza o áudio dizendo que a atriz pornô, que ficou conhecida por seus protestos nua por melhorias em estradas, e que faz sucesso em seu canal no Youtube com mais de 1,5 milhão de inscritos, é uma “mulher negra, com origem indígena, que passou fome”. O advogado também cita que, por trás de um suposto “moralismo” dentro da sigla, que estaria barrando sua filiação, há, na verdade, “interesses eleitorais inconfessáveis”, sugerindo que as lideranças políticas do PT estão, na verdade, com medo de perder votos para “Tigresa VIP”, que disputará uma vaga na Assembleia Legislativa.

“Na verdade, a executiva estadual não teve o mínimo respeito e consideração pela figura da pessoa humana, da Ester, que defende o Partido dos Trabalhadores, o ex-presidente Lula, há anos. Diferente do que alguns dirigentes dizem que ela nunca militou, milita sim, como uma pessoa simples, uma mulher negra, com sangue indígena, ribeirinha, vindo de uma família pobre, vivendo na miserabilidade, tendo passado fome. Diferente, inclusive, da maioria desses dirigentes. A Ester representa tudo aquilo que o PT prometeu acolher e prometer”, disparou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.6%
75.2%