21/11/2011 às 23h53min - Atualizada em 21/11/2011 às 23h53min

Daltinho critica Farias e Fagundes por queda de coronel

Olhar Direto
Ronaldo Couto

O ex-deputado estadual Adalto de Freitas, Daltinho (PMDB), informou que vai procurar o governador Silval Barbosa (PMDB) para demovê-lo da decisão de tirar o coronel Valdemir Barbosa do comando da Polícia Militar de Barra do Garças. O peemedebista chamou de equívoco a decisão e atribui esse pedido ao prefeito barra-garcense Wanderlei Farias (PR) e o deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT), que teriam influenciado o governador em aceitar a transferência de Barbosa.

Daltinho anunciou que vai mobilizar a sociedade organizada de Barra em favor do coronel Barbosa. “Eu acredito que isto pode estar ocorrendo verdadeiramente por ser uma decisão do governador, em função de um pedido do prefeito de Barra do Garças e também do deputado Wellington Fagundes, que tem tentado aproximar o prefeito do governador. Este deputado tem feito ingerências e intervenções políticas em Barra do Garças equivocadas e desnecessárias”, disparou Daltinho.

A saída do coronel Barbosa está marcada para o dia 16 de dezembro, conforme anunciou o comandante-geral da PM, Lino Farias, que informou que o novo comandante de Barra do Garças será o coronel Eddie Metello. Inicialmente o pedido político teria sido atribuído também ao deputado estadual Baiano Filho (PMDB), que prontamente desmentiu, aqui mesmo no Olhar Direto, qualquer participação nesse episódio. Baiano ligou para o coronel Barbosa e disse que não tem nada haver com isso.

O coronel Barbosa parou de falar sobre o assunto alegando que é militar e como tal não pode questionar uma determinação de um superior, no caso do comandante-geral da PM. Em setembro, quando houve a primeira tentativa para retirá-lo do comando, Barbosa disse que nunca teve divergência com o prefeito Wanderlei Farias e que um possível atrito surgiu por incidentes isolados com assessores do republicano.

O ex-deputado Daltinho informou que vai alertar ao governador Silval que a decisão foi precipitada e está queimando a popularidade do governador no município.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.8%
16.7%
77.2%