Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
24/03/2022 às 11h32min - Atualizada em 24/03/2022 às 11h32min

Jovem é condenado a 49 anos de prisão por matar criança e torturar três irmãos dela por terem pedido comida a vizinhos

Crime aconteceu em Planaltina de Goiás. Investigações apontaram que ele espancou menina até a morte e torturou crianças usando uma corda.

G1 GO
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um jovem foi condenado a 49 anos de prisão por matar uma criança de 6 anos e torturar os três irmãos dela, de 8, 4 e 1 ano, por terem pedido comida a vizinhos, em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não conseguiu localizar a defesa do jovem para que se posicionasse. Segundo o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o réu está preso desde o dia do crime.

O crime aconteceu em maio de 2019, no Bairro Mutirão da Moradia. Bruno Diocleciano da Silva, de 21 anos, foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) e a condenação foi determinada na terça-feira (22), pelo juiz Fernando Oliveira Samuel.

As investigações apontam que Bruno espancou a menina até a morte e usou uma corda para torturar os irmãos dela. Ele era namorado da tia das crianças, de 17 anos, que estava com a guarda dos menores porque os pais deles estavam presos no DF.

Bruno foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, tortura e corrupção de menores. Na decisão, o juiz escreveu que, até os dias atuais, as crianças sofrem com o ocorrido.

Investigações

Segundo o MP, no dia anterior ao crime, o casal saiu de casa e deixou as crianças sozinhas e trancadas. Ao retornarem, souberam que elas haviam pedido comida aos vizinhos. A menina de 6 anos e os irmãos foram espancados com uma corda.

As investigações apontaram que ela até tentou fugir, mas foi arrastada de volta para casa e agredida novamente, juntamente com os irmãos. Ela dormiu no chão do quintal, acordou fraca e reclamando de fortes dores no peito e no abdômen.

Ainda conforme a denúncia do MP, Bruno e a companheira não quiseram levá-la ao hospital, chamaram o Corpo de Bombeiros, mas a menina não resistiu. Os militares chegaram ao imóvel, constataram a morte e chamaram a PM. O Conselho Tutelar esteve no local e encaminhou as outras crianças ao hospital.

O g1 entrou em contato com o MP, por mensagem de texto, às 7h20 desta quinta-feira (24), a fim de saber como as crianças estão hoje, e se a tia delas deve responder por algum crime, e aguarda resposta.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
Notícias Relacionadas »
Comentários »