Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
19/03/2022 às 19h04min - Atualizada em 19/03/2022 às 19h04min

Lideranças da Marãiwatsédé divulgam nota defendendo cacique e alegam que não houve crime ambiental

Araguaia Notícia
Uma nota de esclarecimento está sendo divulgada com assinaturas supostamente de lideranças xavante da Marãiwatsédé em favor do cacique Damião Paridzané. A nota diz que repudia notícias que seriam falsas e sem fundamento contra o líder, o cacique-geral Damião, que segundo a Polícia Federal estaria recebendo R$ 900 mil de fazendeiros para arrendar ilegalmente área indígena para atividades de pecuária. A nota enviada pelos indígenas diz que não procede esse valor, que não é verdade.

A nota assinada supostamente por indígenas diz que Damião estaria liderando a comunidade como inteligência e buscando soluções para problemas e necessidades do povo xavante daquela região. E que nunca teve ideia dele de desmatar área e que área questionada já estava desmatada pelos antigos ocupantes da terra indígena.

Diz a nota, que existem sim pastos formados e que por necessidade de sobrevivência do povo indígena e para evitar as queimadas, em parceria com os fazendeiros, os indígenas da terra Marãiwatsédé após consulta ao Ministério Público e após reunião com os caciques e coordenação geral da Funai, resolveram arrendar o pasto para obter recursos para ajudar a população e que todas essas decisões sempre foram tomadas em comum acordo com todas as lideranças xavantes daquela comunidade.

E de que jamais tiveram a ideia de cometer o crime ambiental. A nota alega que os indígenas encontraram a área total desmatada sem madeiras e condições de sobrevivência deles. “Estamos indignados com as notícias falsas divulgadas contra o cacique Damião. Porque para nós, ele é um protetor e defensor de Meio Ambiente e direitos humanos”, completa nota.

Explicamos que as noticias divulgadas na imprensa nacional são resultados de investigações da Polícia Federal que resultaram no bloqueio de bens do cacique Damião. E que está clara na Constituição terra indígena não pode ser arrendada, mesmo que as lideranças queiram, trata-se de crime e por isso houve a operação.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90