23/02/2022 às 21h29min - Atualizada em 23/02/2022 às 21h29min

Homem é filmado caminhando sobre fios de poste

Dono de lava a jato filmou toda a ação e chegou a repreender o indíviduo para que ele descesse. Gerente da Enel explica que o morador poderia ter morrido.

G1 GO
Araguaia Notícia
Um homem foi filmado caminhando sobre fios em um poste em Itumbiara, no sul de Goiás. Imagens feitas pelo dono de um lava a jato, Hugo Almeida, de 42 anos, mostram o morador se equilibrando enquanto as pessoas pedem para ele descer.

“Ele sempre faz essas 'manobras', ficou lá uns 20 minutos. Eu o vi lá em cima e a gente 'danou' com ele e ele desceu. No mesmo dia ele andou também em outro poste”, conta Hugo.

As imagens foram feitas no início da tarde desta terça-feira (23). O gerente de segurança e saúde da Enel Distribuição Goiás, Alexandre Marques, explica que o homem poderia ter morrido ou ter ferimentos graves.

“Ele estava caminhando sobre fios de telefone e internet e segurando em uma rede de baixa tensão, que é uma rede isolada. Porém, próximo ao poste, tem partes expostas que podem ocasionar choque elétrico”, fala o gerente.

Alexandre pontua ainda que somente profissionais habilitados e autorizados podem acessar a rede elétrica. A companhia reforça que é expressamente proibida a interferência de terceiros nas redes.

“É chocante. O risco é alto, nenhuma pessoa deve acessar a rede elétrica, nem se aproximar. Estava na baixa tensão, mas o fato de não encostar não significa que não pode ter acidente. É muito perigoso”, afirma o profissional.

Acidentes

Em caso de acidentes, a Enel alerta que o local tem que ser isolado, para que outras pessoas não se aproximem. Além disso, a companhia informa que não é recomendado retirar objetos ou pessoas que estejam em contato com fios da rede elétrica até que um profissional qualificado assegure que a energia foi desenergizada.

Moradores que ficarem diante de um acidente devem acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193, e a Enel Distribuição Goiás, pelo 0800 062 0196.
Notícias Relacionadas »
Comentários »