Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
14/02/2022 às 22h42min - Atualizada em 14/02/2022 às 22h42min

Universitário vai a juri dois anos após matar esposa a facadas

Khayo Ribeiro / Gazeta Digital 
ARAGUAIA NOTÍCIA 


Quase dois anos após o assassinato da jovem Aline Gomes de Souza, que foi morta com 20 facadas, o acusado pelo crime, Raony Silva, será submetido a juri popular. O crime ocorreu em abril de 2020 e o julgamento do acusado foi marcado para março deste ano.

Em decisão proferida pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira, disponível no portal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, a magistrada designou o julgamento do caso para o dia 9 de março, às 9h.

Na determinação consta que o Ministério Público arrolou ao processo 5 testemunhas, enquanto o assistente de acusação indicou outras 6 pessoas. Já a defesa do acusado requereu a presença de 6 testemunhas.

O crime

Aline foi assassinada dentro da casa onde morava, em um condomínio no bairro Chácara dos Pinheiros, em Cuiabá, no dia 2 de abril. O suspeito, que era esposo da vítima e pai de um filho com Aline, fugiu do local após o crime, mas se entregou à polícia horas depois.

O acusado discutiu com a vítima por conta de ciúmes e uma suposta traição momentos antes do crime.

Após Raony sair do local, Aline foi encontrada desacordada com diversas ferimentos e ensanguentada. Agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foram acionados e constataram a morte da vítima.

CLIQUE AQUI  e entre no grupo de whatsApp do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI e entre no grupo do telegram do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real
 
 

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90