Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
04/02/2022 às 13h26min - Atualizada em 04/02/2022 às 13h26min

Estudantes organizam abaixo-assinado cobrando melhorias no transporte coletivo de Barra do Garças

Semana 7
Araguaia Notícia
Andrezza Dias/Semana 7 via Araguaia Notícia

Um grupo de universitários criou um abaixo-assinado online para pressionar a Prefeitura de Barra do Garças e a Câmara de Vereadores a tomar providências sobre problemas no transporte público no município. A redução no horário de circulação de algumas linhas de ônibus está entre as principais reclamações destacadas no documento que, em 24 horas, passou das 670 assinaturas.

O documento, de autoria da estudante de Direito Gabriela Locatelli, ressaltou que a Delta Express (Garças Tur) retirou as linhas de ônibus que atendiam os horários 9h, 10h, 14h, 15h, 20h, 21h e 22h durante a pandemia da Covid-19, as quais não retornaram até o presente momento. “Elas [linhas de ônibus] são de suma importância para a comunidade universitária (funcionários/as, docentes e estudantes), estagiários/as, estudantes do ensino básico, fundamental e médio, e, principalmente, trabalhadores/as”, diz trecho.

Mesmo com o recente reajuste de 0,75 centavos na tarifa de ônibus, atualmente no valor de R$ 4,75, os usuários do serviço reclamam que além de a empresa não prestar serviço de qualidade, a diminuição das linhas não deixa outra alternativa a não ser pagar por ‘corridas’ com mototaxistas ou motoristas de aplicativos de mobilidade urbana para locomoção nestes horários e, principalmente, aos finais de semana.

Problemas estruturais também são apontados no abaixo-assinado como precariedade dos veículos e do próprio Terminal de Ônibus. “[...] é sujo, não possui água potável, os bancos são desconfortáveis, o banheiro sempre permanece imundo e o telhado do local não oferece proteção do sol fortíssimo da nossa cidade e muito menos da chuva; os pontos de ônibus não são cobertos e muito menos sinalizados, inviabilizando o uso do transporte público por parte dos turistas”.

De acordo com Gabriela, o abaixo-assinado tem o objetivo de alcançar visibilidade para a situação e, posteriormente, levá-la as autoridades municipais. “Vamos tentar de tudo, ver os meios da Defensoria Pública, vamos até a Câmara de Vereadores e fazer barulho. Estou esperando mais assinaturas”, explicou. Ainda de acordo com a estudante, a iniciativa também conta com apoio dos colegas Kamilla Batista, Giovanna Castrignano e Felippe Castrignano.

Para ter acesso a petição online criada pelo grupo, clique AQUI.

O site Semana7 procurou a Prefeitura de Barra do Garças e a Delta Express/Garças Tur para posicionamento sobre as reclamações.

Segundo a Administração Municipal, o contrato de concessão dos serviços de transporte coletivo urbano em Barra do Garças à atual empresa foi assinado no ano de 1999, com validade até 2019, mas, em 2014, o então prefeito Roberto Farias criou o decreto municipal nº 3.551/2014 prorrogando a concessão até abril do ano de 2029.

A gestão ressaltou que trabalha em um levantamento sobre o serviço da Garças Tur e já identificou pontos que devem ser corrigidos. Além disso, avalia realizar uma nova licitação para a contratação de uma empresa de micro-ônibus.

Já a Delta Express/Garças Tur, por sua vez, enviou uma nota pontuando alguns esclarecimentos. Leia na íntegra abaixo:

1 - Vivemos uma pandemia mundial que já dura 2 anos afetando inúmeros setores econômicos, principalmente o transporte coletivo;
2 - Esta empresa perdeu em consequência da pandemia mais de 55% dos usuários pagantes de tarifa no valor normal;
3 - O reajuste na tarifa pelo poder público só foi concedido parcialmente;
4 - Somente neste insumo, o valor do diesel em 2021 e 2022 subiu 73 %, e não para de subir;
5 - A empresa com o objetivo de não paralisar totalmente suas operações neste município foi obrigada a diminuir seus horários de funcionamento por falta de usuários e consequentemente poderia ter ido à falência se não o fizesse;
6 - Todas as linhas estão sendo atendidas, porém, devido à ausência de usuários os horários foram diminuídos de segunda-feira a sábado.
7 - No domingo não se justifica transporte coletivo, não há aulas e muito menos outros usuários, conforme levantamentos desta empresa;
8 - Não há subsídio no sistema.
9 - Não há mais equilíbrio econômico e financeiro na atividade, devido à pandemia;
10 - A empresa já sugeriu ao poder público, caso seja de seu interesse, abrir processo licitatório para mais uma empresa nesta cidade;
11 - Os alunos da UFMT são atendidos por ônibus próprios, ou seja, veículos da UFMT, e de forma gratuita não usando o transporte coletivo público;
12 - Havendo demanda que justifique o retorno da normalidade esta empresa estará presente

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90