Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
17/12/2021 às 06h47min - Atualizada em 17/12/2021 às 06h47min

Advogada é presa suspeita de entregar droga para preso

Araguaia Notícia
Danielle Oliveira / G1 GO 
ARAGUAIA NOTÍCIA 



Uma advogada, de 32 anos, foi presa suspeita de passar drogas para um detento na Casa de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), a mulher teria entregado ao cliente um papel que parecia ser uma decisão judicial, onde estavam grampeados 234 selos de uma substância análoga à maconha sintética, conhecida como K4.

Como o nome da advogada não foi divulgado pela DGAP, o g1 não conseguiu localizar a defesa dela para que se posicione.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO) disse que designou um representante da Comissão de Direitos e Prerrogativas (CDP) para acompanhar a lavratura do procedimento policial. A OAB-GO disse ainda que irá “certificar-se do cumprimento do devido processo legal” e, caso necessário, irá “tomar as providências necessárias na esfera ético-disciplinar”.

A prisão aconteceu na tarde de quarta-feira (15), por volta das 13h30. De acordo com a diretoria, o material foi apreendido durante a revista pessoal do preso, feita pelos policiais penais logo depois que a advogada o atendeu.

Segundo a polícia, ao ser questionado, o detento confirmou que recebeu a substância da própria advogada. Outros dois presos que também estavam na cela também informaram que viram a advogada entregando o documento com os ilícitos grampeados.

CLIQUE AQUI  e entre no grupo de whatsApp do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI e entre no grupo do telegram do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

Após isso, a direção da unidade prisional entrou em contato com a OAB-GO para informar sobre o ocorrido e acompanhar os procedimentos.

Logo em seguida, a mulher foi levada à Central de Flagrantes. A Polícia Civil informou que o caso será investigado pelo 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia e que não há mais informações para serem disponibilizadas no momento.

Ainda de acordo com a DGAP, a direção do presídio abriu procedimentos administrativos internos para a apuração dos fatos e aplicação da sanção disciplinar ao detento que recebeu o material.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90