Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
07/12/2021 às 06h26min - Atualizada em 07/12/2021 às 06h26min

Pastor é denunciado por importunação sexual e tentativa de estupro

Ele teria mandado mensagens para uma e agarrado outra em um passeio da igreja

O caso foi registrado no início do mês, mas só agora veio à público
Liz Brunetto / Midianews
ARAGUAIA NOTÍCIA 


Um pastor da Igreja Batista Nacional do Tijucal (IBNT) em Cuiabá-MT, de 44 anos, foi acusado por uma fiel da igreja por importunação sexual. Ela alega, ainda, que existem outras vítimas e relatou um caso de tentativa de estupro contra uma menor. 

A mulher, de 43 anos, registrou um boletim de ocorrência no dia 10 de novembro, mas só nesta segunda (6) o caso veio à tona. 

Ela contou aos policiais que no início deste ano recebeu mensagens via Whatsapp. Nelas, o pastor a teria chamado de linda e dizia que “quando via o corpo dela dava vontade de fazer ‘certas coisas’”. 

Ela teria pedido para que o homem parasse com os comentários, pois “não era certo por ele ser pastor”. Segundo a mulher, no dia 5 de novembro, recebeu mais uma mensagem dele. Dessa vez, o pastor teria perguntado a ela se “ele já havia mandado mensagens indevidas para ela”. 

Depois da afirmativa, o homem teria dito que “gostaria de conversar com ela a fim de pedir perdão sobre essas mensagens impróprias”, diz trecho documento. 

CLIQUE AQUI  e entre no grupo de whatsApp do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI e entre no grupo do telegram do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

Segundo a denúncia, essa não seria a única vítima do pastor. A mulher relatou, na época, que há aproximadamente um mês o pastor teria tentado estuprar uma adolescente de 17 anos. 

O pastor teria agarrado a jovem pela cintura e pedido a ela que abrisse a boca para que ele a soprasse. 

Segundo o B.O, eles estavam em um passeio de ciclismo com membros da igreja. A jovem teria ficado desesperada e pediu para uma colega não deixá-la sozinha. 

Os casos de importunação sexual e tentativa de estupro teriam, segundo a mulher que registrou a ocorrência, chegado até o pastor-presidente, que não teria tomado providências. 

Os pais da menor, que também seria vítima dos pastor, não teriam registrado boletim de ocorrência, achando “por bem informar o pastor presidente primeiro”, diz outro trecho do documento. 

O outro lado

O MidiaNews tentou contato com a Igreja Batista Nacional do Tijucal, mas até o momento não obtivemos retorno.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
Notícias Relacionadas »
Comentários »