27/11/2021 às 08h50min - Atualizada em 27/11/2021 às 08h50min

Gaeco e PJC deflagram 2ª fase de operação e cumprem 16 mandados de prisão por crimes de corrupção a exploração sexual

Olhar Direto
ARAGUAIA NOTÍCIA
O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) e a Polícia Judiciária Civil (PJC) deflagraram na tarde desta sexta-feira (26) a segunda fase da Operação renegados, e cumpre 30 mandados judiciais, sendo 14 de prisão preventiva, 02 de prisão domiciliar, 05 de busca e apreensão em residências e 09 de busca e apreensão em celas do Centro de Custódia da Capital.

A operação é realizada por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Civil, por intermédio da Corregedoria-Geral. Ela se fundamenta em Procedimento de Investigação Criminal - PIC instaurado no âmbito do Gaeco e em inquérito instaurado pela Corregedoria-Geral da Policial Civil.

De acordo com a assessoria de imprensa, essa é uma continuidade às investigações sobre denúncias da prática de inúmeros crimes tais como concussão, tráfico, porte ilegal de armas de fogo, corrupção, roubo qualificado e favorecimento da prostituição ou exploração sexual de adolescentes cometidos por organização criminosa composta , dentre outros membros, por policiais civis, militares e informantes.

A coordenação do Gaeco ressalta que “o Ministério Público e a Polícia Civil comungam esforços para combater os que desonram sua missão institucional e renegam a nobre missão do combate à corrupção e criminalidade . A lei é para todos e com muito mais rigor deve atingir aqueles que abusam da função pública e se utilizam do cargo e do aparato estatal para o cometimento de crimes”.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
5.4%
17.9%
75.4%