24/11/2021 às 11h28min - Atualizada em 24/11/2021 às 11h28min

Justiça decreta prisão de ganhador da Mega-Sena que não pagou pensão alimentícia

O Dia via ARAGUAIA NOTÍCIA 

Um homem que venceu um concurso da Mega-Sena em 2001 teve a prisão decretada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). O motivo é o não pagamento da pensão alimentícia, que por conta dos atrasos, o valor devido chega a R$ 160 mil.

De acordo com o titular da comarca de Tangará (SC), o juiz Flávio Luís Dell’Antonio, o homem, que não teve a identidade revelada, não poderá ser solto enquanto não pagar a quantia de três parcelas atrasadas até junho de 2022, além das vencidas posteriormente. 

CLIQUE AQUI; Participe do grupo de WHATSAPP do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI: Participe do grupo do TELEGRAM do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

A pensão alimentícia tem o objetivo de possibilitar ao beneficiário (filho, cônjuge ou outro parente) necessidades básicas como alimentação, cuidado com a saúde, moradia, acesso à educação, transporte, vestuário, entre outras.

Após ganhar o sorteio milionário há 20 anos, o homem chegou a "brigar" pelo prêmio na Justiça. Em 2007, foi firmado um acordo e a quantia de R$ 27 milhões foi dividada entre os dois revindicantes do dinheiro. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »