15/11/2021 às 10h24min - Atualizada em 15/11/2021 às 10h24min

Barra do Garças é a terceira cidade mais rica do Vale do Araguaia revela pesquisa

De acordo com levantamento, Querência é a cidade mais rica e Canarana está em segundo lugar

Araguaia Notícia
O Pioneiro via ARAGUAIA NOTÍCIA 

O jornal O Pioneiro, da cidade de Canarana-MT, divulgou informações do Diário Oficial sobre os municípios mais ricos do Vale do Araguaia levando em conta os números do Valor Adicionado (VA), que ajuda compor o PIB. O município mais ríco do Araguaia, segundo este levantamento, continua sendo Querência e depois em segundo lugar está Canarana que ultrapassou Barra do Garças. 

O município de Canarana ultrapassou Barra do Garças, tornando-se a segunda maior economia do Vale do Araguaia, que compreende 25 municípios no leste de Mato Grosso. O Valor Adicionado (VA), que é o principal índice que compõem o PIB (Produto Interno Bruto), foi publicado no dia 03 de agosto no Diário Oficial do Governo do Estado de Mato Grosso.

O VA de Canarana saltou de 1,123 bilhão de reais em 2019 para R$ 1,835 bi em 2020, aumento superior a 63%, sem descontar a inflação do período. Já Barra do Garças, cidade mais populosa da região, foi de R$ 1,498 bilhão para R$ 1,526 bi em 2020, aumento de 1,86%. A liderança continua com Querência, com surpreendentes R$ 2.983 bilhões, ante R$ 1,657 bi de 2019, crescimento de 80%.

A quarta maior economia do Araguaia vem de São Félix do Araguaia, com R$ 1,384 bi, seguido por Água Boa, que teve um VA de R$ 1,287 bilhão em 2020. Todos os demais municípios ficam abaixo das cifras bilionárias. Confresa, mesmo com a segunda maior população da região, registrou um VA de 878 milhões de reais. Nova Xavantina alcançou R$ 861 milhões e Gaúcha do Norte R$ 683 mi.

Vale destacar que os municípios com maiores economias são aqueles que possuem as maiores áreas com agricultura, exceto Barra do Garças. O VA é o principal índice que forma o IPM (Índice de Participação dos Municípios), que rateia o ICMS entre as cidades. O maior IPM da região será de Querência, com índice 1,52, o que significa que a cada 100 reais de ICMS destinados aos municípios de Mato Grosso, R$ 1,52 vai para Querência.

O segundo maior Índice de Participação dos Municípios será de Barra do Garças com 1,11, seguido por Canarana em terceiro com 1,007, São Félix do Araguaia com 0,77, Água Boa com 0,709, Gaúcha do Norte com 0,587, Confresa com 0,559 e Nova Xavantina com 0,520. Esse índice vale para o ano de 2022.

O Diário Oficial também traz os números de arrecadação própria, que são os tributos que entram nos cofres através de impostos municipais, como IPTU, ITBI e ISSQN. O município com maior receita própria em 2020 foi Barra do Garças com R$ 31,233 milhões, seguido por Água Boa com R$ 21,915 mi, Querência com R$ 20,817 mi e, em quarto lugar, Canarana com 20,557 milhões de reais.
Notícias Relacionadas »
Comentários »