15/11/2021 às 09h22min - Atualizada em 15/11/2021 às 09h22min

A previsão é de tempestade em Barra do Garças com até 40 milímetros de água e ventos de até 13 km, diz INMET

Acompanhe detalhes de outras cidades de Mato Grosso também com previsão de chuva para esse feriado

G1 MT via ARAGUAIA NOTÍCIA 

A previsão é de chuva no feriado da Proclamação da República, nesta segunda-feira (15), em Mato Grosso. A previsão é de tempestade em Barra do Garças com até 40 milímetros de água com ventos de até 13 quilômetros. Em Cuiabá, a probabilidade é de 90% com chuvas a qualquer hora do dia e pode chover até 30 milímetros de água.

De acordo com o Climatempo, essa semana pode chover em todos os dias na capital. Neste domingo (14), há uma probabilidade de 67% de chuva que podem cair durante a tarde e no período da noite.

Já no feriado da Proclamação da República pode chover a qualquer hora do dia e o tempo vai ficar nublado. Na terça-feira (16) e na quarta-feira (17), a probabilidade aumenta para 90%.

Em Rondonópolis neste domingo, a chuva pode ser pouca, com probabilidade de 67% e até 15 milímetros de água. No feriado a probabilidade é maior, de 90%.

Em Tangará da Serra as chuvas podem chegar a 20 milímetros nesse domingo e no feriado a probabilidade também de 90%. Já em Cáceres a previsão de chuva para todos os dias dessa semana é de 90%. No município, pode chover até 30 milímetros de água, com pancadas de chuva durante a tarde e no período da noite.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO ARAGUAIA NOTÍCIA PRA RECEBER INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

Alerta de tempestades

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta de tempestades para os 141 municípios de Mato Grosso na quarta-feira (10). Cuiabá está entre as capitais que mais receberão chuva nesta semana no país, segundo os meteorologistas do Climatempo.

De acordo com os dados, deve cair chuva entre 30 e 60 milímetros por hora ou 50 e 100 milímetros por dia, com ventos intensos de até 100 km por hora.

Os ventos devem ser intensos, entre 60 e 100 km por hora e queda de granizo. Risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »