14/11/2021 às 10h01min - Atualizada em 14/11/2021 às 10h01min

Mauro defende exploração de minérios por compensação e critica hipócritas ambientais

O democrata argumenta que a exploração pode ser feita de forma racional, mantendo a preservação e gerando renda

Daffiny Delgado / Repórter MT via ARAGUAIA NOTÍCIA 

O governador Mauro Mendes (DEM) defendeu na manhã de quarta-feira (10), a exploração de terras indígenas em regime de "compensação". O gestor argumentou que “preservação é usar racionalmente o que temos”.

A declaração foi feita durante coletiva de imprensa sobre o balanço da participação de Mato Grosso na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26).

Para exemplificar, o governador citou a reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, onde estimasse ter bilhões de dólares em ouro e diamantes enterrados no solo.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO ARAGUAIA NOTÍCIA PRA RECEBER INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

“Todos aqui já devem ter ouvido falar daquela lá, em Roraima, daquela Serra Raposa do Sol. Lá, diz que tem minério que são bilhões, bilhões e talvez trilhões de dólares enterrados ali. Foram lá e criaram uma reserva indígena em cima para o Brasil não explorar", disse.

Durante o discurso, Mauro disse já ter conversado com o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), sobre o assunto, que por sua vez, também defende atividades de mineração e agropecuária em território indígena.

"Já disse isso uma vez na frente do nosso presidente Jair Bolsonaro. Situações como a da reserva equivalem a ter um quadro que vale milhões na parede da sua casa e você passando fome”, declarou.

“Não podemos ter o que eu chamo de hipocrisia ambiental. Preservação é usar racionalmente aquilo que nós temos, preservando. Agora, preservar não significa não utilizar", completou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »