19/05/2014 às 13h35min - Atualizada em 19/05/2014 às 13h35min

Copel prepara retirada de animais silvestres para encher reservatório

Olhar Direto
Assessoria

Começaram os preparativos para o enchimento do reservatório da Usina Hidrelétrica de Energia (UHE) Colíder, que está em fase final de construção no rio Teles Pires, entre Colíder e Nova Canaã do Norte (650 e 690 km de Cuiabá, respectivamente), e com previsão de entrar em funcionamento em 2015.

A Companhia Energética do Paraná (Copel), concessionária do empreendimento, contratou a ERG Engenharia, de Minas Gerais, para resgate de fauna na região onde a represa se formará. A empresa mineira, inclusive, já está contratando biólogos e médicos veterinários com experiência em animais silvestres para o trabalho de campo.

“Serão feitas as intervenções de resgate e monitoramento da fauna em atendimento a essa condicionante ambiental da obra, ao longo dos próximos 24 meses”, informa a ERG, em nota. Os animais retirados serão levados para outras áreas da região Norte de Mato Grosso.

A UHE Colider será responsável pela geração de 300 megawatts (MW) de energia elétrica, suficiente para atender ao consumo de aproximadamente 850 mil pessoas, e será conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN). A construção da barragem foi retomada neste mês de maio, com o fim do período de chuvas. A estrutura terá 1.560 metros de comprimento e 40 de altura.

Segundo a Copel, o represamento de água formará um reservatório de 171,7 km², que é considerado de pequeno porte, pois a UHE Colíder irá operar em regime fio d'água, acompanhando a vazão do rio. A represa abrangerá áreas dos municípios de Nova Canaã do Norte, Colíder, Itaúba e Cláudia.

A expectativa é de que a barragem fique totalmente pronta até novembro deste ano. A estrutura começou a ser feita há três anos. A obra está orçada em aproximadamente R$ 1,2 bilhão. Em dezembro de 2013, a Copel obteve R$ 839,3 milhões em financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para cobrir despesas do projeto. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »