11/11/2021 às 13h48min - Atualizada em 11/11/2021 às 13h48min

Mauro Mendes analisa retirar a obrigatoriedade das máscaras em ambientes abertos

Isabela Mercuri e Max Aguiar / Olhar Direto via ARAGUAIA NOTÍCIA 

O governador Mauro Mendes (DEM) classificou o uso de máscaras como forma de medida de biossegurança contra a Covid-19 como um “desconforto necessário”, mas afirmou que analisa retirar a obrigatoriedade do uso em ambientes abertos ainda em 2021. Segundo o governador, na Europa, onde ele estava até o início desta semana, o uso continua obrigatório.

“Eu estou muito satisfeito com o resultado imunológico de Mato Grosso, estamos reduzindo os números substancialmente, e essa avaliação vai acontecer em algum momento. Mas é um desconforto necessário, o mundo inteiro [ainda usa]. Estávamos lá [na Europa], em ambiente fechado, em todos os lugares tínhamos que usar máscara, e em ambiente aberto era liberado, principalmente na Dinamarca. Você entrava no metrô, num trem, em reuniões fechadas [e tinha que usar], então acho que a gente pode evoluir. Em algum momento a gente vai fazer esse diálogo com a saúde, com a equipe técnica e tomar uma decisão. É possível que seja esse ano”, afirmou o governador.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO ARAGUAIA NOTÍCIA PRA RECEBER INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL


Recentemente, o secretário municipal de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros, falou que o município estuda tirar a obrigatoriedade das máscaras no mês de dezembro. Em seguida, o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo também afirmou que a medida pode ser tomada a nível estadual, caso os casos e mortes por Covid-19 continuem caindo.

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT), que é médico sanitarista, por sua vez, discordou do posicionamento. Segundo ele, o ideal é esperar que 75% da população brasileira já tenha recebido duas doses da vacina e, além disso, que passem as festas de final de ano e o Carnaval.
Notícias Relacionadas »
Comentários »