06/11/2021 às 08h13min - Atualizada em 06/11/2021 às 08h13min

Pelo telefone, homem avisou colegas que matou veterinário em briga

Yuri Ramires / Gazeta Digital via ARAGUAIA NOTÍCIA 

Suspeito de matar o veterinário Ayres Benjamin Andreolla, 33, na madrugada desta sexta-feira (5) em uma chácara na cidade de Diamantino (208 km ao Médio-Norte de Cuiabá), avisou colegas por telefone que cometeu o crime.

Segundo apurado pela reportagem do  , suspeito identificado como C.N.J., 52, afirmou para duas testemunhas que cometeu o crime após Ayres ter agredido ele e seu filho.

Na casa, os investigadores encontraram dois cartuchos de espingarda, que foram apreendidos. Em buscas pela região, o suspeito não foi encontrado.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO ARAGUAIA NOTÍCIA E RECEBA INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

Morte

Conforme as informações já divulgadas pela reportagem, polícia foi acionada nas primeiras horas da manhã, assim que o corpo foi encontrado pelas testemunhas.

O crime aconteceu na antiga fazenda do ‘Raimundão’, às margens da MT 240, entre Diamantino e Alto Paraguai. Porteira da chácara estava trancada com corrente e cadeado e perto dela estava a caminhonete da vítima.

Acredita-se que o autor do crime pulou a porteira para ter acesso à casa. O corpo de Ayres estava com várias perfurações, que podem ter sido feitas com faca. A vítima estava caída na área da frente.
Notícias Relacionadas »
Comentários »