02/11/2021 às 19h06min - Atualizada em 02/11/2021 às 19h06min

Juiz dá 15 dias que perito conclua laudo de assassino que matou e arrancou coração da tia

Por Jéssica Bachega / Gazeta Digital via ARAGUAIA NOTÍCIA 

O juiz Anderson Candiotto, da Segunda Vara Criminal de Sorriso, deu prazo de 15 dias para que novo exame de insanidade mental do preso Lumar Costa da Silva seja concluído e encaminhado ao juízo. O homem matou e arrancou o coração em julho de 2019. A decisão foi do dia 25 passado. 

Um laudo já foi elaborado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) em agosto de 2020 e concluiu que ele tem transtornos mentais. O documento apontou que o réu tem transtorno afetivo bipolar e recomenda tratamento vitalício.

O tratamento não foi oferecido e ele segue preso na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), em Sinop (500 km ao Norte).

A defesa do criminoso já tentou vários pedidos de soltura, todos negados. Também foi requerido novo exame de insanidade, dessa vez com outro médico perito psiquiatra.

Lumar Costa foi escoltado por agentes do sistema penal para exame nos dias 27 de agosto e 2 de setembro. Contudo o exame ainda não foi encaminhado ao juiz.

“Aguarde em secretaria a conclusão do exame de insanidade mental, para tanto, oficie o médico perito, requisitando informações quanto à conclusão da perícia, fixando prazo de 15 (quinze) dias para a conclusão dos trabalhos e entrega do laudo pericial em juízo. Cumpra com a urgência que o caso requer”, diz trecho da decisão divulgada no dia 25 de outubro.

O crime já completa 2 anos e 3 meses e da data do júri popular ainda não foi marcada.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO ARAGUAIA NOTÍCIA E RECEBA INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

O caso

Lumar morava em de São Paulo e foi para Sorriso após um desentendimento com a mãe. Ele foi acolhido pela tia Maria Zélia, em Sinop, porém a mulher o expulsou de casa ao saber que era dependente químico.

No dia do assassinato, Lumar estava sob efeito de drogas e tinha alucinações. Afirma que não sabia o que estava fazendo e não conseguia distinguir a realidade da fantasia.

Em 2 de julho de 2019 ele atacou a tia e a matou a facadas. Com a arma ele arrancou o coração da mulher e o levou para a prima, filha da vítima. Roubou o carro da prima e tentou sequestrar a filha dela, uma menina de 7 anos. Com o carro ele bateu numa subestação de energia tentando incendiar o local.
Notícias Relacionadas »
Comentários »