21/10/2021 às 12h05min - Atualizada em 21/10/2021 às 12h05min

Oposição tenta emplacar comissão para cassar prefeito VEJA VÍDEO

Allan Mesquita / Gazeta Digital via Araguaia Notícia 

Bancada de oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) na Câmara de Cuiabá se movimentam para apresentar um pedido de cassação contra o gestor, afastado do cargo nesta terça-feira (19) por supostas fraudes em contratações na Secretaria Municipal de Saúde. No entanto tanto, os parlamentares precisam da assinatura de 17 vereadores para instaurar uma Comissão Processante contra o emedebista.

Na tarde de terça, os vereadores Diego Guimarães (Cidadania), coronel Paccola (Cidadania), Dilemário Alencar (Podemos) e a vereadora Michelly Alencar (DEM) gravaram um vídeo em frente ao parlamento municipal para tentar mobilizar os colegas.

Apesar da iniciativa, a articulação já um projeto que nasce frustrado. Isso porque o principal desafio dos parlamentares é conseguir as assinaturas dos demais vereadores e maioria deles integram a base aliada do governo no legislativo.

"Peça para os outros vereadores apoiarem a abertura da comissão processante. Mande mensagem, cobre um posicionamento de todos", apelou Michelly.

Na gravação, os vereadores acrescentam ainda que a Operação Capistrum, que resultou no afastamento de Emanuel, é resultado de uma fiscalização realizado pelos opositores em 2018. "Isso mostra o quanto é importante os vereadores fazerem a sua missão que é fiscalizar. Uma fiscalização de 2018 que agora está dando resultado", acrescentou Paccola.

- CLIQUE AQUI e entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp para receber notícias em tempo real 

Esquema

Emanuel é investigado por um suposto esquema de contratações ilegais na Secretaria de Saúde para manter e pagar favores políticos a aliados, principalmente vereadores da base no Legislativo.

Com a deflagração da operação, o prefeito foi afastado de sua função pública, além de ter suas contas bloqueadas juntamente com a primeira-dama, Márcia Pinheiro, a secretaria adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos, Ivone de Souza, e o ex-coordenador de Pessoas, Ricardo Aparecido Ribeiro.

O vice, Roberto Stopa (PV), assume o comando do Alencastro.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.4%
17.2%
77.1%