15/10/2021 às 17h30min - Atualizada em 15/10/2021 às 17h30min

Valtenir pede e Congresso reembolsa gastos com maminha e picanha

Ressarcimento é feito via cota parlamentar, após prestação de contas por parte dos deputados

O suplente de deputado federal Valtenir Pereira: reembolso por refeições em restaurantes
Por Lislaine dos Anjos / Midia News via Araguaia Notícia 

Maminha, picanha, rodízio de galeto e tiras de coco estão entre os gastos com alimentação em que o suplente de deputado federal Valtenir Pereira (MDB) pediu reembolso à Câmara Federal.
 
O parlamentar, que ocupou cadeira no Congresso na licença de Carlos Bezerra (MDB), entrou para a lista de parlamentares com gastos excessivos em alimentação divulgados pelo site Metrópoles. O portal mostrou que ele pediu reembolso de uma maminha de R$ 180,00 em agosto deste ano.
 
Já em pesquisa feita pelo MidiaNews no Portal Transparência da Câmara Federal, é possível ver que, nos seis meses em que está no cargo, Valtenir pediu ressarcimento de um total de R$ 1.295,61 em gastos com alimentação.
 
Além da maminha, consumida em um restaurante em Brasília, chamam a atenção pedidos de reembolso ainda de uma picanha na chapa consumida no Bar das Águas, em Cuiabá, no valor de R$ 79,90, em junho deste ano.
 
Na lista de gastos com comida também aparecem rodízio de galeto e tiras de coco compradas em Brasília, que custaram R$ 69,90 e 49,90, respectivamente, também em agosto.
 
As notas fiscais dos pedidos foram anexados na prestação de contas do deputado e não são considerados ilegais. O pedido de reembolso também nem sempre é feito de forma integral.
 
No caso da maminha, por exemplo, a conta total do restaurante foi de R$ 212,96. Com exceção da taxa de serviço – de R$ 19,36 –, ele foi ressarcido integralmente. Já no caso da picanha, em que a conta do estabelecimento deu R$ 114,80, o reembolso foi completo.
 
O reembolso é feito em razão da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), benefício usado para custear as despesas do mandato, como alimentação, passagens aéreas, conta de celular, pesquisas, combustíveis e divulgação da atividade parlamentar.
 
No caso de Mato Grosso, cada parlamentar tem direito a R$ 39,4 mil mensais, sendo que o valor não utilizado fica acumulado ao longo do ano. Por isso, em alguns meses o valor gasto pode ser maior que a média mensal.
 
Em seis meses de mandato no Congresso, Valtenir gastou um total de R$ 177.252,05.
 
Para ver os gastos detalhados do suplente clique AQUI.
 
Veja a tabela total de gastos:
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.4%
17.2%
77.2%