15/10/2021 às 14h52min - Atualizada em 15/10/2021 às 14h52min

Governo Federal sugere novas regras para venda de carne moída; entenda mudanças

Portaria ficará aberta para consulta pública por 60 dias.

Araguaia Notícia
Uol
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento publicou uma portaria nesta segunda-feira (4), com uma consulta pública sobre novas regras para embalagem e manuseio da carne moída. A atualização do regulamento visa dar transparência e segurança ao consumidor.

A proposta foi feita para promover adequações na Instrução Normativa nº83/2003, para dar maior segurança no procedimento de registro do produto, diante da modernização dos processos produtivos e dos procedimentos industriais.

A consulta pública ficará aberta por 60 dias. Entre outras medidas, o texto prevê que a carne moída deve ser embalada imediatamente após a moagem, e que cada pacote do produto poderá ter no máximo 1 (um) quilo. Até então, o consumidor podia comprar embalagens com mais de um quilo. Uma outra mudança é que a porcentagem de gordura da carne moída deverá ser informada na etiqueta da embalagem.

Vinicius Potasio, dono de um açougue no centro de São Paulo, explica que o teor de gordura é o responsável por dar a suculência da carne. “Uma carne mais magra é ideal para preparos que vão molhos, como macarrão à bolonhesa, já as carnes com teor de gordura maior é melhor para hambúrgueres." Já as carnes em que a moagem não é feita na hora para o cliente, a portaria especifica que armazenagem pode ser feita resfriada ou congelada. Para as resfriadas a temperatura deve ser entre 0 e 4 graus Celsius e a congelada no máximo até -18 graus Celsius.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.4%
17.2%
77.2%