28/09/2021 às 19h47min - Atualizada em 28/09/2021 às 19h47min

Prefeito pede desculpas a morador que foi humilhado no PSM de Barra do Garças e determina apuração do caso

Araguaia Notícia
Prefeito recebe morador para pedir desculpas e dizer que vai apurar o caso
Na tarde de segunda-feira (27/9), o prefeito de Barra do Garças, Adilson Gonçalves (PSD), se desculpou pessoalmente com o morador João José dos Santos Filho, conhecido popularmente como Joãozinho, que é deficiente visual. Ele relatou que foi vítima de constrangimento e mal atendimento por parte de alguns funcionários do Pronto Socorro Municipal (PSM), Milton Pessoa Morbeck.

Joãozinho conta que no sábado (25/9) procurou o PSM porque se engasgou com uma espinha de peixe. Ele foi levado até a unidade por um dos seus filhos, Alisson. O morador explica que ficou chateado com a demora para que fosse atendido e que alguns funcionários estariam conversando com um paciente e até mesmo tirando foto e mandando em grupo de whatsApp fazendo com que ele esperasse mais ainda.

Foi aí que o filho do Joãozinho, Alisson, ficou nervoso e pediiu atendimento para o pai. Alisson chegou a bater na parede e só assim que agilizaram o atendimento ao deficiente visual.

A reportagem sobre este assunto repercutiu em Barra do Garças, na terça-feira, e hoje (quarta-feira 29/9) alguns funcionários do Pronto Socorro e até mesmo o paciente, da referida foto, entraram em contato com a redação do site Araguaia Notícia dizendo que jamais zombando do Joãozinho e que a foto tirada foi dele, mas em momento algum, riram da situação que estava o deficiente visual. 

Só que o Joãozinho, agora mais calmo, explica que ficou chateado foi com a demora no seu atendimento, em torno de trinta minutos para extrair uma espinha que estava lhe machucando a garganta. E foi aí que ele disse: “Eu sou cego, mas não sou surdo. Estão com brincadeiras aí e eu aqui esperando atendimento”. Após as reclamações e protestos finalmente tiraram a espinha da garganta do Joãozinho. 

Ao tomar conhecimento deste fato, Adilson reiterou que a má conduta desses funcionários não compactua com os valores da administração municipal, que preza por uma gestão humanizada, respeitando todos os cidadãos por igual, independente de sua classe financeira, cor, religião, sexualidade ou deficiência física.

Em nota oficial, a prefeitura de Barra do Garças explica não irá admitir atitudes discriminatórias e vexatórias por parte de seus servidores e colaboradores independente da situação. E ainda no mesmo dia, foi aberta sindicância para apurar a conduta dos funcionários envolvidos e identificá-los para que possam receber as devidas punições por suas ações.

Atualizada às 13h40 de quarta-feira 29/09/21
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.7%
17.2%
77.0%