28/09/2021 às 07h31min - Atualizada em 28/09/2021 às 07h31min

Rapaz de MT morto no Paraguai pode ter sido vítima de justiceiros

Ao lado do corpo de Rogério Laurete Buosi, de 26 anos, foi encontrado um bilhete

Rogério Laurete Buosi tinha 26 anos e era natural de Rondonópolis
Liz Brunetto via Araguaia Notícia 

O mato-grossense Rogério Laurete Buosi, de 26 anos, foi encontrado morto a tiros na noite de sábado (25) dentro de uma residência em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O crime foi atribuído ao grupo criminoso os "Justiceiros da Fronteira" devido a um bilhete encontrado no local.

Conforme a imprensa local, a residência em que Rogério foi assassinado fica no Bairro Defensores del Chaco. A cidade faz divisa com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Os vizinhos teriam escutado os disparos e quando saíram para ver o que tinha acontecido, viram um carro branco fugindo. 

Eles acionaram a Polícia Nacional, que quando chegou no local encontrou Rogério estirado em um colchão todo ensanguentado com diversos ferimentos na cabeça.

Ao lado do corpo do jovem foi encontrado um bilhete escrito em português “Não roubar na fronteira ASS: Juss Front” .

Ainda segundo a imprensa local, o grupo "Justiceiros da Fronteira" teria aparecido há alguns meses e cometido outros crimes no Departamento de Amambay - subdivisão administrativa do País. 

Um dos investigadores do caso revelou à imprensa local que o autor do crime não foi identificado. No entanto, presume-se que a vítima conhecia o assassino, pois não havia indícios de arrombamento na residência.

A casa em que o crime aconteceu foi alugada há um mês por um cidadão paraguaio, que possivelmente era próximo à vítima. 

A dor da Família

Nas redes sociais, a mãe de Rogério tem compartilhado a dor da sua perda. A primeira publicação foi feita na manhã de domingo (26): “E com a dor de mãe, meu coração nunca mais vai ser o mesmo, venho comunicar o falecimento do meu filho”, diz uma das publicações. 

“Meu filho, sua vida foi como uma montanha russa, quanta saudade arrebenta meu coração esmagado de mãe, [...] sua partida foi precoce”, diz ela em outra mensagem. 

Natural de Rondonópolis (a 216 quilômetros de Cuiabá), o jovem foi velado no Cemitério Vertical e Crematório Memorial Laluce, em Araçatuba - São Paulo - onde a mãe mora. O  enterro está previsto para esta noite, às 20h.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.7%
17.6%
76.6%