20/09/2021 às 12h03min - Atualizada em 20/09/2021 às 12h03min

Secretário Mauro Carvalho explica que Ferrogrão e Fico seguem sendo prioridades para Mendes

Carvalho diz que assinatura de concessão estadual não diminui interesse nos outros modais

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho: Estado também vai lutar por Fico e Ferrogrão
Lislaine dos Anjos / Midia News via Araguaia Notícia 

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, afirmou que a assinatura do contrato de concessão para execução da ferrovia estadual em Mato Grosso, nesta segunda-feira (20), não diminui o interesse do Governo em outros modais ferroviários esperados: a Ferrogrão e a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico).

Segundo ele, a prioridade continua a mesma no que se refere à ampliação da malha ferroviária no Estado. “Da mesma forma que estamos trazendo a Ferronorte até Cuiabá, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, iremos trabalhar pela Ferrogrão que vai nos ligar ao Arco Norte do Brasil, e a Fico, que é uma ferrovia leste-oeste”, disse em entrevista à Rádio Jovem Pan.

“A prioridade continua sendo as três ferrovias. Em nenhum momento, o governador Mauro Mendes colocou em sua fala, nos seus projetos, apenas um interesse”, acrescentou. O Estado assina, em três atos nesta segunda-feira (20), o contrato que permite à Rumo Logística S/A fazer o prolongamento da malha da Ferronorte no Estado. O investimento previsto é de R$ 11,2 bilhões para execução da obra, que terá 730 km de extensão.

Carvalho lembrou, ainda, que na semana passada, o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas lançou a concessão da Fico, que promete ligar o Município de Água Boa aos trilhos da Ferrovia Norte-Sul, na altura de Mara Rosa (GO), num total de 383 km. O valor da obra é estimado em R$ 2,7 bilhões.

“Estamos trabalhando incansavelmente. Temos três filhos, mas, infelizmente, não deu para os três nascerem ao mesmo tempo. Nós queremos os três filhos, mas cada um vai nascer no seu tempo, na sua hora”, brincou o secretário.

A prioridade continua sendo as três ferrovias. Em nenhum momento o governador Mauro Mendes colocou em sua fala, nos seus projetos, apenas um interesse

“Futuro de ferro”

Para o secretário-chefe da Casa Civil, não há como negar que “o futuro de Mato Grosso será de ferro”. “É um fato histórico e traz uma nova perspectiva de crescimento e desenvolvimento para o Estado de Mato Grosso. É um sonho que está sendo realizado”, disse.

Ele ressaltou o pioneirismo do Governo ao lançar a primeira concessão de ferrovia estadual do país e prevê que outras concessões podem ocorrer no futuro.

“Mato Grosso está na vanguarda dessas concessões. E com a lei aprovada na Assembleia Legislativa poderemos ter outras concessões de ferrovias estaduais em Mato Grosso. Essa é a primeira. Agora deverão acontecer outras também”, disse.

Carvalho ainda apontou que milhares de traçados da obra foram feitos e estudados antes da elaboração do projeto final, que será executado pela Rumo e impactará diretamente 26 municípios do Estado.

“Foram feitos mais de 2.400 traçados dessa ferrovia, porque o trem não pode andar com inclinação maior que 2%. Essa dificuldade toda foi superada e agora a concessionária vai apresentar o projeto definitivo”, afirmou.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.7%
17.6%
76.6%